Audiência pede manutenção de BB em São Felipe


O presidente da Federação dos Bancários da Bahia e Sergipe, Hermelino Neto, e os diretores do Sindicato da Bahia Jussara Barbosa e Reinaldo Martins participaram de uma audiência pública na Câmara de Vereadores de São Felipe, no Recôncavo Baiano, na terça-feira (15/5), para debater a volta do funcionamento do Banco do Brasil na cidade como agência e não como posto de atendimento, como ocorre atualmente.

audiencia bb sao felipe 4035d

O movimento tem o apoio de todos dos setores da sociedade, que tem se mobilizado para atender às exigências da direção do banco para retomar o funcionamento normal de uma agência, com o numerário e a possibilidade de efetuação de todas as operações bancárias necessárias ao funcionamento do comércio, serviço público, agricultura e a pequena indústria local.

No evento, o presidente da Feebbase manifestou total apoio ao movimento e destacou as ações desenvolvidas pela Federação para evitar o fechamento de agências, especialmente de dos bancos públicos nas cidades de interior do estado. “Recentemente nós participamos de uma audiência o Superintendente Regional do Banco do Brasil e também nos reunimos com o secretário de Segurança Pública, Maurício Barbosa, para discutir ações que possam garantir o segurança de clientes e funcionários nas agência bancárias do interior da Bahia. Nós apresentamos uma proposta de Projeto de Lei e também sugerimos a criação de um grupo de trabalho para discutir o tema”.

Neto destacou também a importância da agência para a cidade, que tem um comércio e uma economia muito forte, além de criticar a forma como a direção do BB vem tratando o assunto. “O funcionamento precário da agência está prejudicando toda a população de São Felipe, o que vai de encontro ao principal objetivo dos bancos públicos, que é levar o desenvolvimento para a população. Casos como estes, reforçam a importância da luta em defesa dos bancos públicos e da manutenção do seu papel social”, ressaltou Neto.

Participaram do evento, o vice-prefeito, todos os vereadores, o Sindicato dos Trabalhadores Rurais, o Conselho Municipal de Segurança, a Câmara do Comércio, além de diversas entidades da sociedade civil organizada. (FBBS)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *