Bolsonaro é ameaça concreta ao Meio Ambiente, é preciso denunciar e resistir, avalia Robinson


O desmonte da legislação ambiental no Brasil, promovido pelo governo Bolsonaro, é ameaça concreta ao Meio Ambiente e a preservação de nossas riquezas naturais. A avaliação é do deputado estadual Robinson Almeida (PT), no Dia Mundial do Meio Ambiente, celebrado nesta quarta-feira (5). O parlamentar considera essencial que a sociedade e setores organizados que atuam com a temática ambiental denunciem ao mundo as ações do governo federal que visam destruir toda estrutura e arcabouço legal de proteção ambiental construído ao longo de décadas no Brasil.

“São iniciativas coordenadas pelo desgoverno Bolsonaro, favoráveis aos ruralistas, aos madeireiros, e que comprometem todo nosso patrimônio natural e a conservação ambiental em nosso país. Para o bem das próximas gerações temos a responsabilidade e o dever de denunciar o desmonte da legislação ambiental e o enfraquecimento dos órgãos de fiscalização, como o IBAMA e ICMBio, promovidos pelo desgoverno para atender interesses escusos que não o público”, enfatizou Robinson, observando que o Ministério do Meio Ambiente reduziu em 35% o volume de multas aplicadas no primeiro trimestre de 2019. “É um governo que não tem compromisso com o desenvolvimento sustentável, tanto que quis acabar com o Ministério do Meio Ambiente, e, não tendo êxito nessa empreitada, dada a repercussão e mobilização popular, nomeou um ministro desqualificado e que tem forte ligação com os ruralistas e os madeireiros”, refletiu o parlamentar, que defende investimentos em educação ambiental.

Foto divulgação

Assessoria de Imprensa – Daniel Ferreira