Projeto obriga inclusão de CPF em cadastro para usar redes sociais

Foto: Allan White/ Fotos Públicas Um projeto de lei torna obrigatória a inclusão do número do CPF em cadastro para que usuários tenham acesso a redes sociais. Isso significa dizer que para usar WhatsApp, Facebook, Instagram ou qualquer outra plataforma, seria necessário registrar o número do documento. A medida vale tanto para novos quanto para … Leia Mais


“Precisamos esclarecer à população como se dá a formação de preço nos combustíveis”, diz Rui ao ministro Paulo Guedes, em Brasília

Ao participar do Fórum Nacional de Governadores, nesta terca-feira (11), em Brasília, o governador Rui Costa, propôs ao ministro da Economia, Paulo Guedes, que seja encontrado o caminho do diálogo e do entendimento nas relações entre estados e o governo federal, sem que a política defina o tom. Sobre o desafio recém lançado pelo presidente … Leia Mais


Cigarros continuam poluindo o ar mesmo depois de apagados

Foto: Ada Summer/Getty Images Os cigarros não fazem mal para a saúde só quando estão acesos. Eles continuam emitindo componentes tóxicos por mais de cinco dias depois que foram apagados. Em apenas 24 horas, uma bituca apagada libera 14% da nicotina que um cigarro aceso emitiria. Os dados são do Instituto Nacional de Padrões e Tecnologia dos … Leia Mais



Número de casos de coronavírus sobe para 20.438 na China


© Reuters

A Comissão Nacional de Saúde da China informou nesta segunda-feira, 3, que o número de casos de coronavírus no país subiu para 20.438 e o total de mortes aumentou para 425. Na atualização anterior, haviam 17.205 casos confirmados e 361 óbitos no país asiático.

Em comunicado, o órgão afirmou ainda que há 23.214 casos suspeitos na China e que 632 pessoas já foram curadas. O documento informou, também, que há 15 casos da doença confirmados em Hong Kong, 8 em Macau e 10 em Taiwan. (Notícias ao Minuto)


MEC determina corte de cabelo e traje de alunos em escolas cívico-militares


                                                           Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/ Agência Brasil

Os alunos de escolas cívico-militares deverão usar cabelo e trajes de acordo com o que for determinado pelo Ministério da Educação (MEC). As regras de comportamento constam no manual distribuído entre alunos e professores.

O Manual para Escolas Cívico-Militares, de 324 páginas, determina, por exemplo, que os meninos devem usar corte de cabelo que mantenha nítidos os contornos das orelhas e do pescoço. Os cabelos das meninas devem estar “cuidadosamente arrumados”; se em cumprimento médio ou longo, em rabo de cabelo na parte superior da cabeça ou trança simples.

Os rapazes também devem estar barbeados e com cabelos e sobrancelhas na tonalidade natural. É proibido o uso de adereços para os meninos; as meninas devem usar acessórios que sejam discretos e vestir saia-calça.

De acordo com o colunista Guilherme Amado, de Época, o texto também determina que sejam informados ao Ministério da Defesa, às Forças Armadas ou de segurança estaduais e municipais os problemas que não possam ser resolvidos pelo diretor da escola. Outra orientação do manual é que sejam reproduzidas apenas músicas que despertem o entusiasmo pela escola, pelos heróis nacionais e pela Pátria.

Outra norma do manual é o sistema de avaliação de comportamento dos alunos, com parâmetros de “mau” a “excelente”. Os pontos podem ser atribuídos por meio de elogios coletivos e individuais, como também podem ser retirados por meio de repreensões. (Bahia.Ba)


Brasil terá fábrica Israelense que extrai água do ar, anuncia Bolsonaro


Foto: Marcos Corrêa/PR

O presidente da República, Jair Bolsonaro, anunciou hoje (2), por meio do Twitter, que uma fábrica israelense que extrai água do ar será construída no Brasil. Segundo ele, a iniciativa é “mais uma via de enfrentamento da falta de água no Nordeste, além da dessalinização, poços artesianos e [Rio] São Francisco.”

O mandatário acredita que “o empreendimento também criará empregos e desenvolvimento da região”. No entanto, ele não divulgou o prazo de construção da fábrica nem qual vai ser o custo para o governo brasileiro.

Parcerias com Israel a fim de atender ao problema da seca na região Nordeste são defendidas por Bolsonaro desde a transição para o seu governo.

Há um ano, o ministro Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Marcos Pontes, viajou para Israel com equipe de técnicos para conhecer experiências de reuso e dessalinização de água. (Metro1)


Filipinas anunciam primeira morte por coronavírus fora da China


                                                                  Imagem: Fotos Públicas/ Governo China

Autoridades sanitárias nas Filipinas anunciaram que um chinês morreu no país de pneumonia causada pelo novo coronavírus. A Organização Mundial da Saúde (OMS) classificou o caso como a primeira morte causada pela doença “fora da China”.

O Departamento de Saúde das Filipinas disse que um homem de 44 anos proveniente de Wuhan, cidade na província de Hubei, morreu no sábado (1º). Wuhan é o epicentro do surto do coronavírus.

De acordo com o órgão, o chinês chegou ao território filipino via Hong Kong em 21 de janeiro e passou pela ilha turística de Cebu, no centro do país.

Uma chinesa de 38 anos que visitou a região com a vítima também foi diagnosticada com o vírus na quinta-feira da semana passada. (Bahia.Ba)


Após crise política, Bolsonaro volta a sinalizar que Moro pode ir para o STF


Foto : Carolina Antunes/PR

Devido à recente crise política com o ministro da Justiça, Sergio Moro, o presidente Jair Bolsonaro voltou a considerar a indicação do ex-juiz da Lava Jato para substituir o ministro Celso de Mello, decano do Supremo Tribunal Federal (STF). Mello se aposentará em novembro.

De acordo com a Folha, aliados de Bolsonaro enxergam o gesto de indicar Moro como uma maneira de evitar que ele surja como adversário nas urnas em 2022.

O ministro tratou da possibilidade de ir para o STF em conversa com o presidente após a polêmica sobre a recriação do Ministério da Segurança Pública, que hoje faz parte da pasta da Justiça. Integrantes da equipe de Moro apelidaram o diálogo reservado como uma “DR”, uma discussão da relação.  (Metro1)