Novo vírus da gripe com ‘potencial pandêmico’ é encontrado na China

Cientistas descobriram evidências de infecção recente em pessoas que trabalhavam na indústria suína na China — Foto: Getty Images.BBC Uma nova cepa do vírus da gripe com potencial de causar uma pandemia foi identificada na China, segundo um novo estudo. Essa linhagem surgiu recentemente e tem os porcos como hospedeiros, mas pode infectar seres humanos, … Leia Mais




“The Chosen”: uma série de TV para você ver e evangelizar

Jesus Cristo em The Chosen (Divulgação) “The Chosen” [O Escolhido] é uma série de TV sobre a vida de Jesus Cristo contada através dos olhos daqueles que Ele impactou, como Maria Madalena, Simão Pedro e Nicodemos. Dirigida por Dallas Jenkins, filho do célebre autor de “Deixados para trás”, Jerry Jenkins, e distribuída pela plataforma VidAngel … Leia Mais


Estudo aponta que Coquetel de antivirais reduz em 40% a duração da Covid-19

Combinação de remédios, que inclui uma proteína e três medicamentos usados contra hepatite e HIV, não causou efeitos colaterais graves; todos os 127 pacientes avaliados pelo estudo, feito por cientistas chineses e publicado na revista “Lancet”, se curaram da doença No estudo, 127 pacientes internados com Covid-19 em hospitais de Hong Kong foram divididos aleatoriamente … Leia Mais


Jogador confessa que matou o próprio filho de cinco anos: ‘eu nunca amei’


Um jogador da Turquia de 32 anos, que defendia o time Bursa Yildirim, das divisões semiprofissionais do país, confessou à polícia nesta terça-feira (12) que assassinou o filho de cinco anos de idade. A vítima estava internada em um hospital sob suspeita do novo coronavírus.

No dia 23 de abril, Cevher Toktas levou o filho Kasim após ele apresentar febre e dificuldade para respirar e ficou internado sob suspeita de covid-19. Horas depois, ele faleceu e, na época, o vírus foi apontado como a causa do óbito. O jogador saiu do hospital sem levantar suspeitas, pois não houve autópsia.

Porém, posteriormente, o zagueiro admitiu a polícia que sufocou o filho no quarto do hopital onde ele estava sendo tratado.

“Coloquei uma almofada na cabeça do meu filho, que estava deitado de costas. Pressionei por 15 minutos sem parar. O meu filho resistiu durante algum tempo. Quando parou de se mexer, levantei a almofada. Então, chamei os médicos para que não suspeitassem de nada”, confessou Cevher Toktas

“Eu nunca amei o meu filho mais novo, desde o nascimento. Não sei o porquê. A única razão pela qual o matei foi porque não o queria. Eu não tenho nenhum problema mental”, afirmou o jogador.

O zagueiro foi preso e irá responder nas próximas semanas por prisão perpétua. (Ibahia)


Bento XVI reclama de tentativas de silenciá-lo e ataca casamento gay


Foto: AP

O papa emérito Bento XVI, conhecido por suas posições tradicionalistas, afirma que seus opositores desejam calar sua voz e volta a criticar o casamento entre pessoas do mesmo sexo, em uma biografia autorizada publicada nesta segunda-feira (4) na Alemanha.

Joseph Ratzinger, 93 anos, alega ser vítima de uma “distorção maligna da realidade” no livro que recebeu o título “Bento XVI – Uma Vida” e que inclui várias entrevistas, de acordo com os trechos publicados pela imprensa alemã e pela agência de notícias DPA.

“O espetáculo de reações vindas da teologia alemã é tão equivocado e mal-intencionado que eu prefiro não falar sobre isto”, afirma.

“Prefiro não analisar as razões reais pelas quais as pessoas desejam silenciar minha voz”, completa.

Casamento gay, aborto e criação da vida em laboratório. Na biografia publicada nesta segunda-feira, Bento XVI reitera a oposição ao casamento gay.

“Há um século seria considerado absurdo falar sobre casamento homossexual. Hoje, quem se opõe a ele é excomungado da sociedade”, afirma. “Acontece a mesma coisa com o aborto e a criação de vida humana em laboratório”, completa.
Ele afirma que, por isso, é “apenas natural” que as pessoas “temam o poder espiritual do anticristo”.

Críticas a Ratzinger
Na Alemanha, onde a Igreja Católica é comandada por clérigos considerados reformistas, Ratzinger é criticado com frequência por suas opiniões sobre o islã ou questões sociais.

Bento XVI, que foi papa entre 2005 e 2013, é acusado de tentar sabotar os esforços de modernização da Igreja de seu sucessor, o papa Francisco.
No livro, Ratzinger afirma, no entanto, que tem boas relações com o atual pontífice. “A amizade pessoal com o papa Francisco não apenas persistiu, como cresceu”, destaca.

Em fevereiro, Bento XVI se viu envolvido em uma polêmica no Vaticano quando seu secretário particular foi afastado do entorno do papa Francisco.

A decisão foi tomada após a publicação de um livro assinado pelo papa emérito e o cardeal guineano ultraconservador Robert Sarah, no qual defendiam o celibato dos padres, um tema polêmico na Igreja.

Alguns consideraram o livro uma tentativa de interferência no pontificado do papa Francisco e, inclusive, um manifesto da ala tradicionalista da Igreja.

Após 48 horas de polêmica, Bento XVI pediu a retirada de seu nome da capa do livro, da introdução e das conclusões. (G1)


Trump volta a culpar China por pandemia e cita investigação


Foto: Reuters

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse nesta segunda-feira que a China poderia ter contido o coronavírus antes que ele se espalhasse pelo mundo e disse que seu governo está conduzindo “investigações sérias” sobre o que aconteceu.

“Estamos fazendo investigações muito sérias… Não estamos felizes com a China”, disse Trump em uma entrevista coletiva na Casa Branca. “Há muitas coisas pelas quais eles podem ser responsabilizados.”

“Acreditamos que poderíamos ter impedido isso na fonte. Poderíamos ter impedido que se espalhasse tão rápido e não se espalharia por todo o mundo.”

As críticas de Trump são as mais recentes de seu governo destinadas à maneira pela qual a China se portou no surto de coronavírus, que começou no final do ano passado na cidade chinesa de Wuhan e cresceu se tornando uma pandemia global que até agora matou mais de 207 mil pessoas pelo mundo, 55 mil delas nos Estados Unidos, de acordo com uma contagem da Reuters.

Na semana passada, o secretário de Estado, Mike Pompeo, disse que os Estados Unidos “acreditavam fortemente” que Pequim falhou em informar o surto do coronavírus em tempo razoável e acobertou o quão perigosa a doença respiratória causada pelo vírus poderia ser.

O Ministério das Relações Exteriores da China nega as acusações.

Reuters


Itália tem dia de recorde de pacientes recuperados da Covid-19


Ao todo, a Itália já registrou 187.327 casos desde o começo da pandemia.

Foto: Reprodução / Queroinvestir

A Itália registrou, nesta quarta-feira (22), o maior número de pacientes recuperados do novo coronavírus em um único dia. Segundo informações do governo, foram registrados 2.943 recuperações de pacientes. O dia anterior já tinha tido recorde de recuperados, com 2.723.

O mês de abril, de forma geral, tem tido elevados números de pacientes recuperados, com média de mais de 1.700 recuperações registradas por dia. Contudo, o país ainda tem um grande número de pessoas doentes. Segundo o governo italiano, pouco mais de 100 mil pessoas ainda estão contaminadas com o Sars-CoV-2. Ao todo, a Itália já registrou 187.327 casos desde o começo da pandemia.


Casal de idosos vence o coronavírus e momento do reencontro emociona


Foto: Reprodução / Cremona Oggi

Casados há 52 anos, Giorgio e Rosa precisaram ser separados para o combater o coronavírus. Infectados pela Covid-19 eles tiveram que ficar em quartos separados em um hospital de Cremona, na Itália.

Após os dois se recuperarem da doença, a equipe médica da unidade decidiu fazer uma surpresa ao casal. Rosa foi levada até Giorgio e o reencontro rendeu um abraço emocionante registrado pelos médicos e publicado pelo jornal italiano Cremona Oggi.

“Giorgio é uma daquelas pessoas a quem não podemos não nos afeiçoar. Ele nunca se lamenta, agradece sempre. A certo ponto, ele nos confessou a tristeza que tinha por querer voltar a casa e para a sua Rosa”, explicou Manuela Denti, médica do hospital, ao site Cremona Oggi.

Rosa se recuperou mais rápido que Giorgio, o qual ainda está hospitalizado desde o último dia 17 de março, pois foi diagnosticado com um princípio de pneumonia.

“Eu e minha colega Carla Garello (chefe de cirurgia) não hesitamos por um momento. Concordamos em fazê-los se encontrar, surpreendentemente. Foi um daqueles momentos que não se esquecem. Nenhum de nós conseguiu conter as lágrimas. Eles se abraçaram muito, trocaram palavras doces, foram dez minutos de ternura em que se quiseram assegurar que o outro estava bem de saúde. Esperamos que Giorgio se junte a Rosa depressa. Ele também não vê a hora de revwer Willy, o cão que vive com eles há 17 anos”, disse Manuela Denti.