Foi o pior jogo sob o meu comando’, lamenta Enderson Moreira

Enderson Moreira admite que derrota no Castelão para o Sampaio Corrêa foi justa (Felipe Oliveira / EC Bahia) Nada de tentar encontrar desculpas. Após a derrota por 1×0 para o Sampaio Corrêa, nesse sábado (30), no estádio Castelão, Enderson Moreira foi direto, admitiu que o Bahia jogou mal e que o resultado da partida foi justo. “Não … Leia Mais





Sobrevivente da tragédia da Chapecoense, Rafael Henzel morre aos 45 anos


-
Foto: Divulgação

Um dos seis sobreviventes da tragédia com o avião da Chapecoense na Colômbia, em 2016, o jornalista Rafael Henzel, que trabalhava na Rádio Oeste Capital de Chapecó, morreu nesta terça-feira (26), aos 45 anos. A informação foi confirmada pela própria Oeste Capital. De acordo com informações do veículo, Rafael Henzel jogava futebol com amigos, sofreu um infarto e não resistiu a caminho de um hospital da cidade catarinense.

Nascido em São Leopoldo, no Rio Grande do Sul, trabalhou em diversas rádios de Chapecó, além de ter experiências na RCE TV e na TV Rio Sul. Após sobreviver ao terrível acidente, Henzel seguiu trabalhando. Na semana passada, o profissional estava na Europa participando de dois festivais de cinema que apresentaram o filme “Nossa Chape”. (Bahia Noticias)




Adversário interrompe partida para ajudar jogador que não tem mão a amarrar chuteira


Foto: Thiago Cunha Oliveira / Avante Valente

O jogo entre América e Bahia, no sábado (23), válido pelo Campeonato Valentense de Futebol Amador, na cidade de Valente, interior do Estado, foi marcado por uma cena envolvendo os atletas Nicolas de Araújo Oliveira e Irones Vagner Santos Cerqueira.

Segundo o “Avante Valente”, a chuteira do meia do América, Irones, saiu do pé direito do atleta após uma disputa de bola. O detalhe é que o jogador não tem a mão direita, então acabou sendo auxiliado por Nicolas. O ala do Bahia Valente Clube deixou de cobrar o lateral rápido e se dirigiu ao adversário para amarrar o cadarço da sua chuteira. A cena acabou marcando a partida, que foi realizada no estádio Evandro Mota Araújo, e que recebeu cerca de 800 torcedores.  (BN)




Em noite de gol relâmpago e pintura, Bahia vence o Salgueiro na Fonte Nova


-
Fonte: Felipe Oliveira / EC Bahia

O Bahia dominou o Salgueiro e venceu o clube pernambucano por 3 a 0, neste domingo (24), na Arena Fonte Nova, pela 7ª rodada da Copa do Nordeste. Artur marcou no 1º minuto de jogo, Fernandão ampliou, e Gilberto, com um golaço de cobertura, fechou o placar. Com o resultado, o Bahia subiu para a 4ª colocação do Grupo B com 12 pontos conquistados, porém, ainda pode cair uma posição caso o CSA vença seu jogo.

Buscando a classificação, o Esquadrão enfrenta o Sampaio Corrêa, no sábado (30), às 16h, no Castelão. Antes disso, o Tricolor de Aço pega o Atlético de Alagoinhas, na quarta-feira (27), às 21h30, no Carneirão, pelo jogo da volta da semifinal do Campeonato Baiano. Os comandados de Enderson Moreira podem até perder por dois gols de diferença que avançam à final do certame estadual.

O JOGO

O Bahia começou com tudo e abriu o placar com apenas um minuto de partida. Após boa troca de passes, Artur recebeu na direita, avançou e bateu forte na saída do goleiro.

O Esquadrão voltou a assustar aos 18. Douglas Augusto levantou na área e Fernandão subiu mais alto que o goleiro, mas a bola passou por cima do gol. Dois minutos depois, o centroavante não perdoou. Artur cobrou escanteio, o camisa 20 se antecipou no primeiro pau e testou bonito para o fundo do gol.

Aos 25, Arthur Kaíke cobrou falta, a bola passou perto do lado direito do goleiro Luciano, que não chegaria se ela tivesse a direção do gol. O Bahia poderia ter feito o terceiro aos 43. Douglas Augusto cruzou e em uma falha da zaga do Salgueiro, ficaram três atletas tricolores livres na pequena área, quem finalizou foi Arthur Kaíke, mas o goleiro Luciano defendeu com facilidade. Dois minutos depois, Elton achou Fernandão na área, o camisa 20 cabeceou e a bola passou raspando a trave direita do Salgueiro.

Segundo tempo

O Bahia voltou com uma alteração. O zagueiro Jackson tomou uma cotovelada no final da primeira etapa e sofreu um trauma na face. Xandão entrou em seu lugar. A primeira chance do segundo tempo foi do Salgueiro. Aos 7, após cobrança de falta, a zaga do Bahia afastou e a bola sobrou para Guilherme, que arriscou de fora para boa defesa de Anderson.

O Salgueiro voltou a assustar aos 19 com Felipe Macena. O meia recebeu e de fora da área chutou forte, o goleiro Anderson caiu no canto direito para fazer a defesa. O Bahia respondeu aos 29. Douglas Augusto levantou na área, o zagueiro Ernando ganhou no alto e cabeceou com perigo. No minuto seguinte, Douglas Augusto arriscou de longe e obrigou o goleiro Luciano a defender.

Aos 31, Shaylon descolou lindo passe para Gilberto, o camisa 9 deixou a bola quicar e deu um tapa por cima do goleiro Luciano. Um golaço de cobertura do artilheiro do Brasil.

FICHA TÉCNICA
Bahia 3×0 Salgueiro
Copa do Nordeste – 7a rodada

Local: Arena Fonte Nova, em Salvador
Data: 24/03/2019 (domingo)
Horário: 18h
Árbitro:  José Reinaldo Figueiredo da Silva Filho (AL)
Assistentes: Esdras Mariano de Lima Albuquerque e Brigida Cirilo Ferreira (ambos de AL)
Cartões amarelos: Artur, Fernandão, Douglas Augusto (Bahia) / Bruno (Salgueiro)
Gols: Artur, Fernandão e Gilberto (Bahia)

Bahia: Anderson; Flavio, Ernando, Jackson (Xandão) e Moisés; Elton e Douglas Augusto; Artur, Ramires e Arthur Caíke (Shaylon); Fernandão (Gilberto). Técnico: Enderson Moreira.

Salgueiro: Luciano; Jamerson, Guilherme, Léo Carioca (Kevyn) e Igor João; Bruno Sena, Felipe Macena, Tarcísio e João Paulo; Muller Fernandes (Thomas Anderson) e Willian (Renato). Técnico: Sérgio China




Victor Ramos lamenta empate com o ABC: ‘Fizemos um bom jogo’


-
Foto: Maria Clara/ ABC

O Vitória empatou em 0 a 0 com o ABC, neste sábado (23), no Frasqueirão, em Natal (RN). O zagueiro Victor Ramos lamentou o resultado, mas destacou a compactação de sua equipe. “Fizemos um bom jogo. Criamos algumas oportunidades e eles quase não chegaram em nossa defesa. Isso é importante, essa compactação. Agora é trabalhar forte nos próximos dias para evoluir e dar total apoio a [Cláudio] Tencatti para ele nos ajudar nessa sequência da temporada”, disse o defensor, em entrevista ao Bahia Notícias.

O final da partida foi marcado por um erro de arbitragem. A bola pegou na mão de um defensor do ABC e o árbitro José Woshington da Silva mandou o jogo seguir. Victor Ramos evitou criticar o juiz.

“O lance da mão na bola do jogador do ABC foi muito rápido. Mas acontece. Não dá para ficar lamentando isso. Aconteceu, nós achamos que foi pênalti, mas bola pra frente. Pensar no próximo jogo”, afirmou.

O Vitória volta a campo no próximo sábado (30) para encarar o Náutico, às 16h, no Barradão, pela última rodada da fase de grupos da Copa do Nordeste.  O defensor garante que vai “suar sangue” para conseguir o triunfo.

“Vamos ter uns dias até a partida contra o Náutico. Esse tempo será importante para essa decisão que teremos em casa. Vamos suar sangue no próximo final de semana para levarmos o Vitória para a próxima fase da Copa do Nordeste”, finalizou. (por Glauber Guerra – BN)




Lira lamenta desfalques e critica Enderson: ‘Fica querendo dar uma de gostoso’


Lira lamenta desfalques e critica Enderson: 'Fica querendo dar uma de gostoso'

Foto: Max Haack/ Ag. Haack/ Bahia Notícias

O Atlético de Alagoinhas não conseguiu segurar o Bahia e acabou perdendo por 3 a 0, nesta quinta-feira (21), na Arena Fonte Nova, pelo jogo de ida da semifinal do Campeonato Baiano. Resultado que fez Arnaldo Lira admitir que a classificação ficou mais longe. De acordo com o treinador do Carcará, os desfalques pesaram na partida.

“Ficou difícil ir para a final, mas temos condições de vencer o Bahia lá em Alagoinhas. Perdi porque estava com o time incompleto. Se tivesse com as peças, teria jogado melhor aqui”, afirmou em entrevista à rádio Metrópole.

Lira também comentou a discussão com o técnico Enderson Moreira, ainda no início da partida. O treinador do Carcará colega de profissão: “Ele está no Bahia e fica querendo dar uma de gostoso. O time dele não está jogando nada. Só jogaram hoje”.

Para garantir a classificação, o Atlético precisa vencer por quatro gols de diferença. Em caso de triunfo por três gols de vantagem, a disputa irá para os pênaltis. O jogo da volta acontece na próxima quarta-feira (27), às 21h30, no Carneirão, em Alagoinhas.