São Felipe BA: CMS e SMS realizam mais uma reunião de capacitação


O CMS (Conselho Municipal de Saúde) em parceria com SMS (Secretaria Municipal de Saúde), realizou na manhã da última quarta-feira (21/03), no Salão Paroquial, mais uma capacitação que teve como tema, Instrumentos de avaliação dos serviços de saúde, entre outras demandas apresentadas no decorrer da reunião.

Participaram da formação a Secretária Municipal de Saúde Dra. Deise Barbosa, a presidente do CMS, Claudia Lessa, o vice-presidente, Ivan de Souza Santos, Secretária executiva do CMS e ouvidoria, Jussiara Gonçalves Santos, Vereador Jair Pires de Araújo.


50ª fase da Lava Jato aprofunda investigações de propina em contratos da Transpetro


A Polícia Federal (PF) cumpre, na manhã desta sexta-feira (23), três mandados de busca e apreensão da 50ª fase da Lava Jato, batizada de Sothis II. Nesta manhã, as ordens judiciais são cumpridas em Salvador, na Bahia, e em Campinas e em Paulínia, no interior de São Paulo.

A nova etapa, de acordo com a PF, é um complemento às investigações da 47ª fase da operação. A 47ª fase investiga corrupção e lavagem de dinheiro a partir de contratos da Transpetro, subsidiária da Petrobras.

G1 apurou que o alvo de busca e apreensão em Salvador é Ana Zilma Fonseca de Jesus – esposa do ex-gerente da Transpetro José Antônio de Jesus. Ele foi preso na 47ª fase, investigado por negociar R$ 7 milhões em propina.

Em São Paulo, os alvos são empresas investigadas na operação.

Segundo o Ministério Público Federal (MPF), um dos focos da atual investigação é a empresa do ramo de engenharia Meta Manutenção e Instalações Industriais Ltda, suspeita de pagar mais de R$ 2.325.000,00 em propina para o ex-gerente da Transpetro.

Operação Sothis I e II

Ainda de acordo com o MPF, as investigações da Operação Sothis tiveram início com a colaboração premiada de executivos da NM Engenharia, que relataram o pagamento de propinas ao ex-gerente da Transpetro, derivadas de contratos celebrados com a estatal.

Foi deflagrada, então, a 47ª fase da Lava Jato, em 21 novembro de 2017. À época, além do mandado de prisão temporária contra José Antônio de Jesus, em Camaçari, na Bahia, foram cumpridos mandados de busca e apreensão e de condução coercitiva em quatro estados.

Um dos investigados, acrescentou o MPF, relatou a existência de outros pagamentos indevidos para José Antônio de Jesus, especialmente provenientes da empresa Meta.

Com base nas informações recolhidas na 47ª fase, as investigações continuaram: houve quebra de sigilos bancário, fiscal, telemático e de registros telefônicos.

A força-tarefa da Lava Jato apurou a existência de transações bancárias entre a Meta Manutenção e uma empresa vinculada a José Antônio de Jesus. Foram encontradas, entre os anos de 2009 e 2011, transferências bancárias que somaram R$ 2.325.000,00.

As provas colhidas até o momento indicam ainda que, logo depois da transferências dos recursos pela Meta Manutenção, familiares de José Antônio de Jesus foram favorecidos com operações bancárias diretas da empresa vinculada ao ex-gerente da Transpetro.

Para o MPF, a empresa foi usada “apenas para esconder a origem ilícita dos valores”.

As buscas e apreensões cumpridas nesta sexta-feira têm, conforme o MPF, o objetivo de colher material probatório para auxiliar a conclusão das investigações.

As ordens judiciais foram expedidos pelo Juízo Federal da 13ª Vara Federal de Curitiba.  G1


Leão promete ‘defender’ ACM Neto após rumores de que prefeito desistiu de candidatura


 Leão promete 'defender' ACM Neto após rumores de que prefeito desistiu de candidatura

Foto: Camila Souza/GOVBA

O vice-governador da Bahia, João Leão (PP), afirmou que está circulando em Brasília a informação de que o prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), não vai disputar o governo da Bahia. “A conversa de Brasília era que Neto não ia ser candidato. Os deputados teriam dito que Neto já teria conversado com eles já teria comunicado a desistência. Não posso dizer se é verdade ou se é mentira”, avaliou o vice-governador. “Se ele for candidato, é um passo errado. Se ele continuar na prefeitura, eu sou um dos que vou dizer que ele agiu corretamente. Foi eleito pelo povo de Salvador para o mandato de quatro anos. Ele deveria cumprir mandato dele de quatro anos. Vou defendê-lo. Não sou aliado de Neto, mas nesse caso específico da desistência, vou defendê-lo talvez mais que os aliados dele”, completou, em entrevista ao Bahia Notícias. Leão já tinha dito que, em algum momento, o democrata vai ser governador da Bahia, mas que para eleição deste ano não era o momento correto. (por Bruno Luiz / João Brandão – BN)


Hospital Municipal de Sapeaçu (HMS) realiza pela primeira vez procedimento Odontológico Hospitalar


Na manhã dessa quinta-feira (22) foi realizado pela primeira vez no Hospital Municipal de Sapeaçu (HMS) o procedimento Odontológico Hospitalar, que é um conjunto de ações preventivas, diagnósticas, terapêuticas e paliativas em saúde bucal, realizadas em ambiente hospitalar que funcionam em conjunto com uma equipe multidisciplinar, contribuindo para minimizar o risco de infecções, melhorar a qualidade de vida, reduzir o tempo de internação e diminuir o uso de medicamentos.

Esse novo procedimento foi realizado pelo Cirurgião-Dentista do Município Breno Dias e Jessica Rodrigues, acadêmica de Odontologia da Faculdade Maria Milza (FAMAM). “Pacientes especiais, odontofóbicos (medo de dentista), psiquiátricos, com traumatismo dentoalveolar avançado podem ser sedados por medicação via oral, intravenosa ou inalatória para realização de procedimentos odontológicos referenciados pela atenção básica e regulados. Esse procedimento será realizado em casos de urgência com sedação consciente odontológica e a sedação inconsciente médica”, disse Breno. ( ASCOM-PMS)