Mega-Sena sorteia hoje prêmio de R$ 36 milhões

A Mega-Sena sorteia hoje (12) o prêmio de R$ 36 milhões. O concurso 2.106 será realizado a partir das 20h (horário de Brasília) no Caminhão da Sorte, estacionado no Parque das Nações na cidade de Criciúma, em Santa Catarina. De acordo com a Caixa, o valor do prêmio principal seja aplicado na poupança renderia mais … Leia Mais



Estado tem 11 médicos em atuação após novo edital do Mais Médicos


Estado tem 11 médicos em atuação após novo edital do Mais Médicos

Foto: Adenilson Nunes/GOVBA

A Bahia já tem 11 médicos em atuação em nove municípios após o novo edital do Mais Médicos que substitui os cubanos, após o anúncio da saída do país caribenho do programa, segundo dados do Ministério da Saúde ao G1. Em todo o país, foram 224 profissionais efetivados nesta nova fase. A cidade baiana de Central recebeu três profissionais. Já os municípios de Feira da Mata, Itabuna, Jequié, João Dourado, Santa Maria da Vitória, Santo Estevão, Seabra e Uauá receberam, cada um, um médico. Na Bahia, segundo a Secretaria de Saúde do Estado (Sesab), 846 cubanos atuavam no programa e deveriam deixar os postos de trabalho. (Bahia.Ba)


Bahia é o 2° estado que mais perderá médicos cubanos do Mais Médicos; SAJ e outras cidades da região estão na lista


A Bahia e São Paulo têm o maior número de médicos cubanos atuando pelo programa Mais Médicos e, por isso, são os estados que mais perderão profissionais com o fim acordo entre o Brasil e Cuba. O governo cubano anunciou, na última quarta-feira (14), a retirada do programa nesta, citando “referências diretas, depreciativas e ameaçadoras” feitas pelo presidente eleito Jair Bolsonaro à presença dos cubanos no Brasil. Em agosto, ainda em campanha, o capitão reformado declarou que “expulsaria” os médicos cubanos do Brasil com base no exame de revalidação de diploma, o Revalida. A promessa também estava em seu plano de governo Enquanto São Paulo apresenta 1394 cubanos atuando na saúde do estado, a Bahia conta com 822 profissionais. De acordo com o G1, não necessariamente os paulistas e os baianos deverão sofrer mais com o fim do programa: estados do Norte e Nordeste já apresentam uma menor quantidade de médicos pelo Sistema Único de Saúde, um dos motivos da criação do programa em 2013. Santo Antônio de Jesus e demais cidades da região deverão perder alguns desses profissionais de saúde.


Mourão diz que Temer terá de vetar reajuste a ministros do STF


Mourão diz que Temer terá de vetar reajuste a ministros do STF

Foto : Alessandro Dantas

O vice-presidente eleito, general Hamilton Mourão, afirmou que o atual presidente, Michel Temer (MDB), terá de vetar o reajuste de 16,38% aos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) aprovado pelo Congresso. Em entrevista ao portal G1, o militar citou um preceito constitucional que impede a readequação dos vencimentos dos magistrados. “Não vejo que é uma questão de pressionar […]. O artigo 21 da Lei de Responsabilidade Fiscal não permite que se assine aumento nos últimos 180 dias de governo. Então, eu acho que, por lei, o presidente Temer terá de vetar”, declarou.  No caso de um reajuste, o salário dos ministros do STF passará de R$ 33,7 mil para R$ 39,2 mil. A medida causa o chamado “efeito cascata” nas contas públicas, já que os vencimentos representam o teto do funcionalismo público. Consultorias da Câmara e do Senado calculam que o reajuste poderá causar um impacto de R$ 4 bilhões nas contas públicas. (Metro1)





Empresas britânicas querem implantar microchips nos funcionários


Foto: Reprodução / Jornal de Negócios

Alguns dos maiores empregadores do Reino Unido estão a estudar a hipótese de implementar uma medida que fez soar muitos alarmes depois de sugerir a hipótese de as empresas britânicas implantarem microchips nos seus trabalhadores, sob a justificação de melhorarem a segurança dos empregados. O CBI, que representa 190.000 negócios no Reino Unido, já mostrou preocupações com a hipótese de os trabalhadores serem sujeitos a esta inovação, afirmando que as empresas se devem preocupar mais com “prioridades mais imediatas e em satisfazer as necessidades dos seus trabalhadores”. A empresa britânica BioTeq, que cria e vende esses dipositivos a empresas e privados, já implantou 150 chips no Reino Unido, embora maior parte dos mesmos tenham sido a particulares individuais. Os dispositivos em causa são implantados na área muscular entre o indicador e o polegar de uma das mãos e permitem às pessoas abrir a porta da frente, ligar a ignição do carro ou até dar informações pessoais no médico ou noutra situação. Uma das empresas que cria esses dispositivos, a sueca Biohax, contou ao Sunday Telegraph que está a discutir com várias empresas britânicas a possibilidade de implementar os chips nos trabalhadores das mesmas. Segundo os suecos, estão mesmo em negociações com empresas com milhares de trabalhadores.

O representante dos direitos dos trabalhadores da TUC mostrou preocupações com a possibilidade de as empresas obrigarem os seus trabalhadores a se submeterem à implementação destes dispositivos, dizendo: “Microchippar vai dar mais poder aos patrões e dar um controlo ainda maior sobre o trabalho dos empregados”. “Os empregadores não devem deixar de lado os riscos envolvidos ou pressionar o seu pessoal a serem chipados.” Os chips da BioTeq custam entre os 80 e os 300 euros (70 a 260 libras) por pessoa. O director da empresa e todos os membros da direcção têm chips já implantados. (Informações: Jornal de Negócios) 





Inadimplência atinge 62 milhões de brasileiros


Inadimplência atinge 62 milhões de brasileiros

A taxa de inadimplência ao crédito do sistema financeiro no Brasil chegou a 3,04% no mês de setembro. De acordo com informações do Banco Central (BC), em termos absolutos o valor é R$ 96,6 bilhões de um saldo total de R$ 3,168 trilhões. Os valores não discriminam as contas em vermelho de empresas e pessoas físicas. A inadimplência diz respeito a dívidas em atraso há mais de 90 dias. A dívida a bancos, operadores de cartão de crédito, financeiras e leasing aflige metade (52%) dos brasileiros com “nome sujo” no Serviço de Proteção ao Crédito, o SPC Brasil. Conforme o birô de crédito, em setembro, 62,6 milhões de pessoas estavam “negativados”, equivalente à população da Itália ou pouco menos de um terço da população adulta com 20 anos ou mais – conforme cálculo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), há 209 milhões de brasileiros,194 milhões com idade a partir de 20 anos (conforme cálculo estimado na última quinta-feira,8).

Em relação às instituições financeiras, tabela das Estatísticas Monetárias de Crédito,a inadimplência junto a essas instituições equivalem a 2,7% dos saldos. No caso das instituições financeiras privadas nacionais, a proporção é de 3,8%. Para as instituições financeiras estrangeiras, o percentual é de 2,6%.

A maior parte do montante da inadimplência é devida aos bancos públicos (46,27%). Em segundo lugar, às instituições privadas de capital nacional (41,28%). Em terceiro lugar, às instituições de capital estrangeiro (12,45%). (bahia.ba)