Missa na Comunidade da Copioba da Boa Esperança São Felipe

O Padre Marco Antônio, pároco da paroquia São Filipe e São Tiago, celebrou na manhã neste ultima domingo (15/09), a Santa Missa na Comunidade da Copioba da Boa Esperança, região próxima ao Campo das Flores. Acompanhem no vídeo a seguir os principais momentos desta celebração.





‘Prostituição é doença da humanidade’, denuncia Papa Francisco


                                                                        ‘Prostituição é doença da humanidade’, denuncia Papa Francisco Foto: ANSA / Ansa – Brasil

O papa Francisco denunciou a prostituição a qual mulheres do mundo todo são sujeitas, vítimas de tráfico e exploração sexual, como uma “doença da humanidade”, no prefácio que assina de um livro divulgado nesta segunda-feira (29) na Itália.

Na obra “Mulheres crucificadas. A vergonha do tráfico relatada desde a rua”, do padre Aldo Buonaiuto, sacerdote da Comunidade Papa João XXIII, associação de caridade católica que acolhe adolescentes, pobres e prostitutas, o Pontífice ressaltou que este “vício repugnante” reduz as mulheres a escravas.

“Qualquer forma de prostituição é uma redução à escravidão, um ato criminoso, um vício repugnante que confunde fazer amor com os instintos de alguém torturando uma mulher indefesa”, denunciou o Pontífice. Jorge Bergoglio também ressaltou que a prostituição “é uma ferida na consciência coletiva, um desvio ao imaginário corrente”. “É patológica a mentalidade segundo a qual uma mulher é explorada como se fosse uma mercadoria, que se usa e depois se joga fora. É uma doença da humanidade, uma maneira errada de pensar da sociedade”.

O líder da Igreja Católica ainda fez um apelo a todos pelo acolhimento das vítimas do tráfico, da violência e da prostituição forçada.

“Ninguém pode ser colocado à venda”, afirmou o Santo Padre, recordando o trabalho de quem ajuda as vítimas, sujeitos “aos perigos e às retaliações da criminalidade, que fez destas jovens uma inesgotável fonte de lucros ilícitos e vergonhosos”.

Segundo Francisco, “libertar estas pobres escravas é um gesto de misericórdia e um dever para todos os seres humanos de boa vontade”. Além disso, o grito de dor de todas elas “não pode deixar indiferente nem os indivíduos nem as instituições”.

“Ninguém pode voltar as costas ou lavar as mãos do sangue inocente que é derramado nas estradas do mundo”, ressaltou. Por fim, o Papa revelou ter visitado um abrigo da Comunidade do Papa João XXIII em uma das “Sextas-feiras da Misericórdia”, durante o último Jubileu, em 12 de agosto de 2016, onde encontrou mulheres “crucificadas”.

“Não pensei que lá dentro iria encontrar mulheres tão humilhadas, debilitadas, exaustas. Realmente mulheres crucificadas”, disse. Durante a visita, argentino se reuniu com jovens libertadas do tráfico da prostituição, oriundas da Romênia, Albânia, Nigéria, Tunísia, Itália e Ucrânia. “Respirei toda a dor, a injustiça e o efeito da subjugação. Uma oportunidade para reviver as feridas de Cristo.

Depois de ter escutado as narrações comoventes e tão humanas destas pobres mulheres, algumas delas com o filho nos braços, senti um forte desejo, quase exigência, de lhes pedir perdão pelas autênticas torturas que tiveram de suportar por causa dos clientes, muitos dos quais se definiam cristãos”, finalizou Francisco no texto. (Portal Terra)


Turismo religioso na Bahia atrai cinco milhões de pessoas por ano


                                                      Foto : Osid

O turismo religioso na Bahia atrai cerca de 5 milhões de pessoas entre as cidades do estado anualmente. A tendência é que esse número aumente após a canonização de irmã Dulce, primeira santa brasileira nascida no estado.

Só na semana em que o Papa Francisco anunciou o segundo milagre da freira, no mês de maio, o número de visitantes do santuário dedicado a ela aumentou em 200%: foram mais de mil e duzentas pessoas em 7 dias. Com o aumento no fluxo de turistas, o santuário precisou contratar pessoas para auxiliar na movimentação do local, o que gera crescimento na economia.

“Eles necessitavam de pessoas e eu consegui minha contratação através da santificação de Irmã Dulce”, disse o assistente administrativo do santuário, Matheus Porciúncula. (Metro 1)


Padre Marcelo Rossi é empurrado de palco em missa em São Paulo


Mulher empurrou padre durante missa na Canção Nova (Canção Nova/Reprodução)

O padre Marcelo Rossi foi empurrado por uma mulher de 40 anos de um palco enquanto celebrava uma missa na tarde de hoje em Cachoeira Paulista (SP), cidade a duas horas e meia da capital.

De acordo com a Canção Nova, realizadora do evento, o incidente aconteceu por volta das 15h30, durante a homilia. “Ele foi empurrado por uma mulher com problemas mentais”, informou a assessoria de imprensa da Canção Nova. A fiel viajou até o interior paulista em uma caravana do Rio de Janeiro.

Padre Marcelo caiu de uma altura aproximada de um metro e ficou no chão próximo à grade de isolamento que separava o palco do público, estimado em 50 mil pessoas. “Ele foi socorrido pela nossa equipe médica, composta por médicos, paramédicos e ambulância”, diz a assessoria.

ASSISTA O MOMENTO QUE O PADRE É EMPURRADO:

Os médicos constataram que não havia nenhuma “quebradura”. Apesar de algumas dores, o padre decidiu voltar ao palco e completar a missa. “Ele não ficou sentado. Continuou celebrando em pé, como faz normalmente”, informou a organização do evento.

O sacerdote aproveitou para tranquilizar os fiéis em um vídeo compartilhado em suas redes sociais. Ele disse que sua saúde está bem, ficou “só com uma dorzinha”. Glória a Deus, Maria passou na frente, pisou na cabeça da serpente, estou ótimo! Fiquem tranquilos. Só umas dorzinhas, isso aí é normal, não quebrou nada. Amém! Padre Marcelo Rossi.

Padre não registrou Boletim de Ocorrência

Padre Marcelo, que estudou na região de Cachoeira Paulista, preferiu não prestar queixa. A Polícia Militar levou a mulher para uma delegacia em Lorena para registrar o caso. O presidente Jair Bolsonaro (PSL) se manifestou pelas redes sociais.

Jair M. Bolsonaro

@jairbolsonaro

– Toda nossa solidariedade ao Padre Marcelo Rossi. Deus olhe para o nosso Brasil. 🇧🇷

5.450 pessoas estão falando sobre isso

A programação previa que o sacerdote participasse ainda hoje de um encontro reservado antes de retornar para a capital paulista. O Uol entrou em contato com a assessoria da Polícia Militar, mas ainda não obteve resposta.

Wanderley Preite Sobrinho / Do UOL, em São Paulo


Jiquiriçá: Padre Sergio deixará o Brasil para assumir missão na França


O Padre Sergio Braga, natural da cidade de Cravolândia, que foi pároco das paróquias São José do Andaiá em Santo Antônio de Jesus, e Sagrado Coração de Jesus em Iaçu, e que assumiu a Paróquia Senhor do Bonfim em Jiquiriça em fevereiro do ano em curso, deixará o Brasil em breve.

Padre Sergio recebeu a notícia nesta quarta-feira (10/07), que foi eleito o segundo conselheiro do Conselho Internacional dos Padres do Prado, e por este motivo, a partir do mês de setembro ele passará a morar em Lyon, na França.

O comunicado oficial aos seus paroquianos em Jiquiriçá, será feito pelo Padre Sergio na missa dominical do próximo domingo, dia 14.

Fonte: Tribuna do Recôncavo