São Felipe BA: Prefeito Rozalio e Álvaro Neiva participam de reunião com Vilas Boas, Secretário de Saúde da Bahia

O prefeito Rozalio, juntamente com o novo Secretário de Administração, Álvaro Neiva, que ainda será empossado na próxima quinta-feira (01/11), participaram de uma reunião nesta segunda-feira (29/10), em Salvador, com o Secretário de Saúde da Bahia, Fabio Vilas Boas. De acordo com informações passadas pelo novo Secretário, a reunião teve como intuito a ampliação dos … Leia Mais


São Felipe BA: Ex-prefeito Francisco Guedes, usa a arma do discurso e convence vereadores a manter nome de pessoas vivas em Órgão público


O ex-prefeito Francisco Guedes, participou nesta ultima terça-feira (23/10), da sessão ordinária na Câmara Municipal de Vereadores, e usou a tribuna para defender a manutenção dos nomes de pessoas vivas designados aos órgãos públicos no município, e em especial o estádio e escola que leva seu nome. “Se é para dá exemplo, tem que começar de cima, porque não trocaram o nome do estadio Rei Pelé”, apontou ele.

“Tem pessoas querendo apagar a historia de São Felipe, alguém que nada fez, mas se sente bem passando uma esponja na historia, e os senhores (as), estão aqui para decidir se a historia se apaga, ou ela permanece. A decisão de vocês aqui hoje é histórica, se optarem pela preservação da historia será um resultado, mas se a decisão for pela extinção da historia, essa decisão será simplesmente lamentável. Não estou aqui por acaso, estou apenas fazendo conotações, estou aqui por que confio nesta casa, fui vereador por dois mandatos, e procurei desempenhar o meu papel com autonomia, independência, e não com covardia, porque para um covarde, não há espaço para ele, o covarde está na cadeia”, destacou o ex-prefeito.

Veja o pronunciamento completo de Francisco Guedes, no vídeo a seguir em anexo a matéria.


São Felipe BA: Prefeito Rozalio, nomeia o ex-prefeito Álvaro Neiva, como secretário de Administração


O prefeito Rozalio Souza da Hora, publicou nesta quinta-feira (25/10) no diário oficial do município, nomeação do ex-prefeito Álvaro Neiva, que, atualmente ocupava um cargo no governo do estado, para a pasta da Secretaria de Administração, Planejamento e Finanças,  ele assumirá o novo posto dia 01 de novembro.

Álvaro Neiva, fez parte da equipe de transição, do atual governo, e assumiu administração no primeiro trimestre, e também fazia as articulações politicas da gestão.

Os comentários na cidade hoje, foram exclusivamente voltado para as mudanças feitas pelo prefeito Rozalio, em suas principais pastas. “Era necessário as mudanças, com a saída de Álvaro Neiva, no inicio da gestão, o prefeito Rozalio, perdeu sua articulação politica, e um governo sem articulação politica, não consegue governar, sei, da competência das pessoas que estavam nas suas respectivas pastas, mas faltava na gestão uma pessoa com o perfil politico”, declarou um dos analistas políticos nas rodas de bate-papo.

Após a publicação do nome de Alvoro Neiva, para Secretaria de Administração, hoje, nossa reportagem só conseguiu falar ele, agora no inicio da noite, e, ele confirmou sua vinda para São Felipe e destacou seu vinculo com o prefeito. “Não estava em meus planos voltar para São Felipe agora, mas não posso negar um pedido do meu amigo Rozalio, tinhas outros projetos em andamento, mas, meu vinculo com o meu município e o meu amigo e prefeito Rozalio, falou mais alto, e por essa razão aceitei o convite. E com fé em Deus, e com o apoio do Prefeito e toda nossa equipe, tenho certeza, que conseguiremos ajustar a gestão, e dá um novo rumo ao nosso município”, declarou Álvaro.

Álvaro deixou pré-agendado uma entrevista, nesta segunda-feira (29/10) ao meio dia no Programa JC Repórter, na Radio São Felipe FM. Na oportunidade ele poderá explanar mais sobre sua decisão e também suas primeiras ações, na administração.





Mulher deixou o tratamento para depois do nascimento da filha, mas o câncer se agravou


Mulher deixou o tratamento para depois do nascimento da filha, mas o câncer se agravou
(Foto: arquivo pessoal)

Uma mulher se recusou a interromper a gravidez da primeira filha para um tratamento médico contra um câncer e acabou morrendo este ano. Gemma Nuttall, de 29 anos, foi diagnosticada com um câncer de ovário na 16ª semana de gestação, em 2014, nos Estados Unidos. Segundo os médicos, ela poderia interromper a gravidez para tratar do tumor, mas a mulher não aceitou e adiou o início do tratamento para depois que o bebê nascesse.

A doença se agravou e foi necessário fazer uma cesariana na 36ª semana de gestação, para o nascimento de Penélope. Por conta do tamanho do tumor, foi necessária uma intervenção cirúrgica de urgência. Apesar do procedimento ter sido um sucesso e ela ter conseguido ficar livre do câncer com quimioterapia e radioterapia, pela demora em iniciar o tratamento, o câncer acabou voltando após dois anos. Desta vez, os tumores foram encontrados no cérebro e no pulmão de Gemma.

A mulher passou por um procedimento de imunoterapia, após a família dela iniciar uma campanha para arrecadar dinheiro, que contou com a ajuda de atores como Kate Winslet e Leonardo DiCaprio, que contribuíram com a iniciativa. No final, foi arrecadado US$ 1,35 milhão, aproximadamente R$ 5 milhões. Gemma novamente se curou, contudo, este ano a doença retornou na coluna e, mais para frente, no cérebro e no pulmão. Apesar dos esforços, ela acabou falecendo.

“É com o coração completamente partido que tenho que lhe dizer que a minha linda guerreira perdeu a batalha esta manhã. Nós lutamos muito, mas não conseguimos mais fazer isso – eu sou uma mãe muito orgulhosa, mas devastada agora. Durma bem, Gemma. Meu mundo nunca mais será o mesmo”, escreveu a mãe de Gemma, Helen, em um perfil nas redes sociais. (Varela Noticias)





Pedagogia foi curso com mais ingressantes e concluintes em 2017, aponta Inep


Pedagogia foi curso com mais ingressantes e concluintes em 2017, aponta Inep

Foto: Reprodução / UFMG

Dados do Censo da Educação Superior de 2017 indicam que o curso de Pedagogia é o que registrou o maior número de estudantes ingressantes e concluintes.  De acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pelo censo, no ano passado do total de 1,2 milhão de universitários considerados “concluintes”, ou seja, no último ano da graduação, 10,5% estavam matriculados no curso de Pedagogia. A carreira, que forma professores do ensino infantil, teve mais de 125 mil estudantes em vias de pegarem o diploma de ensino superior no ano passado. Em relação ao ingresso de estudantes na universidade, o curso de Pedagogia registrou um total de 9,2% dos calouros que entraram no ensino superior, de acordo com o Censo. Em segundo lugar entre os cursos que mais formaram profissionais em 2017 está o Direito, em que mais de 113 mil pessoal concluíram o curso. Quanto ao ingresso, a Pedagogia é seguida pelo curso de Administração, que teve um número de calouros superior a 265 mil. (BN)