Isis Valverde está grávida de três meses, afirma colunista

Foto:  Divulgação/ TV Globo Ísis Valverde e André Resende esperam o primeiro filho. De acordo com informações do colunista Léo Dias, a atriz descobriu a gravidez durante o término com o modelo, no começo deste ano e o bebê foi uma das motivações para que os dois reatassem. O casal ficou noivo durante viagem recente viagem para … Leia Mais


Itagimirim: Agricultores colhem mandioca gigante no sul da Bahia

Trabalhadores rurais de União Baiana, distrito de Itagimirim, foram surpreendidos na última quarta-feira (4) com uma mandioca gigante. Além da colheita recorde este ano, o tubérculo de 2,55 metros de comprimento e de 16 quilos foi colhido na região. “Terra fértil, bem tratada e clima perfeito garantiram uma boa colheita”, comemorou o presidente da Associação … Leia Mais





Projeto e-Nova Educação alia tecnologia e inovação para fortalecer o eixo pedagógico das escolas


Conteúdo pedagógico associado às tecnologias digitais. O projeto e-Nova Educação, lançado pelo governador Rui Costa e o secretário Walter Pinheiro, na manhã desta quarta-feira (4), no Instituto Anísio Teixeira (IAT), em Salvador, está levando tecnologias digitais para a sala de aula, integrando acesso a internet de alta velocidade com os dispositivos móveis, dentro da proposta de propiciar a contextualização da Educação no século XXI. A inovação beneficia alunos e professores e é fruto de uma parceria do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Educação, com o Google for Education.

“Eu quero agradecer ao Google, assim como eu tenho feito com todas as instituições e empresas privadas que têm aceitado o convite do Governo da Bahia para fazer parceria para a educação. O nosso objetivo é mexer com a juventude, oferecer novas ferramentas para instigar os jovens, por meio da tecnologia, a aguçar o interesse pelo conhecimento. Com o e-Nova, damos asas à criatividade, seja para o aluno aprender o conteúdo tradicional, seja para a criação”, afirmou Rui. Ainda durante o discurso, o governador destacou o trabalho desenvolvido pelo Governo na área da educação em todo o estado. “Queremos dar saltos ainda mais expressivos na qualidade e no resultado do ensino na Bahia. A educação é um grande instrumento de transformação da vida humana”, ressaltou.

O secretário da Educação, Walter Pinheiro, falou que a tecnologia vem como uma ferramenta para fortalecer o eixo pedagógico das escolas. “O princípio disto aqui não é uma regra geral para as 1300 escolas, pois o êxito central é o pedagógico e, o tecnológico, é o auxiliar. O fruto desta parceria é a plataforma, a forma como você se interliga, acessa e pratica, mas o conteúdo é, inclusive, de baianos e baianas. No ano passado nós lançamos a nossa plataforma de conteúdo com 6.580 conteúdos e, agora, por exemplo, estamos vendo várias escolas que têm experiências que são gestadas a partir da criatividade, do envolvimento e, principalmente, da inter-relação e essa parceria é para permitir isso. Essa será, inclusive, a maior parceria do Google com uma rede pública no mundo, para a gente cada vez mais melhorar as condições, principalmente, para um Educar para Transformar”.

Em fase piloto, desde 2017, o projeto fez parte do dia-a-dia de estudantes e professores de 20 escolas de Ensino Médio de 11 municípios baianos – Salvador, Feira de Santana, Mata de São João, Camaçari, Lauro de Freitas, Jequié, Vitória da Conquista, Ilhéus, Itabuna, Senhor do Bonfim e Luís Eduardo Magalhães, nas mais variadas modalidades de ensino. Até o mês de julho, a meta é chegar a 536 unidades escolares. O conteúdo, aplicado de forma diversa, é acessado através de chromebooks, aparelho semelhante a um notebook, criado pelo Google, que funciona totalmente baseado na web.

O Governo do Estado já adquiriu 14 mil unidades de chromebooks para distribuir nas escolas e, durante o ato, representantes de professores e de estudantes do Centro Estadual de Educação Profissional Álvaro Melo Vieira (CEEP), localizado em Ilhéus, e do Colégio Estadual Rafael Oliveira, de Salvador, receberam alguns chromebooks representando, desta forma, todas as escolas beneficiadas. Estudantes e professores também fizeram demonstrações do uso dos chromebooks.

O evento contou com as participações do diretor internacional do Google for Education, Bran Bout, dos diretores para a América Latina, Rodrigo Pimentel e para o Brasil, Alexandre Campos Silva. Segundo Bran Bout, a parceria veio para mudar a forma de interação entre estudantes e educadores através do uso da tecnologia. “Estou muito emocionado de fazer parte disso e a tecnologia que estramos trazendo significa colaboração, ou seja, é trabalhar a comunicação em conjunto, pois os professores estão nos ajudando a fazer da sala de aula um lugar melhor e mais colaborativo. Esta plataforma dá ao professor uma quantidade diferente de ferramentas que permitem que ele conduza a sala de um jeito diferente, por exemplo, um grupo de estudantes pode colaborar em uma mesma atividade, pois a tecnologia permite que todos trabalhem ao mesmo tempo em um único documento”, explicou.

Escola contextualizada – De acordo com o coordenador-geral de Articulação de Projetos para a Educação, da Secretaria da Educação do Estado, Rogério Quintella, o e-Nova Educação funciona levando para a escola aquilo que é a realidade do Século XXI. “Todos os grandes pedagogos sempre deixaram muito claro que, quanto mais contextualizada for a educação na vida do estudante, mais eficiente ela será. Então, o que a gente está fazendo é trazer aquilo que já é o contexto da vida dos alunos, e que eles já têm muita facilidade, que é a tecnologia, para dentro da sala de aula. A aplicação é muito prática, muito imediata e a gente entende que isso vai trazer resultados positivos a curto e médio prazo para os processos de ensino e aprendizado”, explicou Quintella.

Livro virtual – Entre os projetos apresentados no lançamento do e-Nova estava o livro virtual ‘Bahia, Brasil: identidade, trabalho e inovação’. A obra virtual, que possui ferramentas de acessibilidade, tem o objetivo de apoiar e motivar os professores a desenvolverem uma pedagogia baseada na realidade dos Territórios de Identidade da Bahia, seguindo a ideia da sala de aula contextualizada no século XXI.

O diretor Ivan Pedreira, do Colégio Estadual Vitor Soares, localizado no bairro da Ribeira, em Salvador, destacou a importância do livro para unidades que atendem alunos com deficiência. “Vai ser uma ferramenta de inovação para a Educação do Estado e proporcionando aos nossos alunos maior acessibilidade. Temos 70% de alunos com alguma deficiência, seja ela física, cognitiva ou intelectual, e esse livro em particular vem traduzir uma necessidade encontrada para pessoas com baixa ou nenhuma visão, que ficavam excluídas do processo porque precisava de um tradutor e transcritor. Essa obra vem alavancar e inserir essas pessoas que estavam fora de um contexto, fortalecendo e incluindo no mundo globalizado da educação”, destacou.

O professor de Língua Portuguesa, Josevan Fernandes, que tem deficiência visual e trabalha na Sala Multifuncional do Colégio Estadual Vitor Soares, falou sobre suas impressões sobre a obra. “O desenvolvimento operacional da voz e descrição das imagens são muito bem feitos. A leitura virtual está muito boa e parabenizo aos produtores do livro pelo resultado. Apenas sugiro que haja uma forma mais simples para chegarmos mais fácil ao livro quando estamos no sistema operacional, isso daria total independência para os usuários que precisam acessar os livros”, disse.


Prorrogadas as inscrições para editais do Bahia Produtiva


Estão prorrogadas, até o próximo dia 11 de abril, as inscrições para os editais do projeto Bahia Produtiva de Qualificação de Agroindústrias e voltados para a inclusão produtiva de Comunidades Quilombolas e Povos Indígenas. Com a prorrogação as associações e cooperativas As outras etapas do processo de seleção permanecem como está previsto nos editais disponíveis no site (www.car.ba.gov.br) da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), empresa pública vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR).

 

Os editais direcionados às Comunidades Quilombolas e Povos Indígenas, respectivamente, têm investimento de R$ 9 milhões cada, totalizando R$ 18 milhões. A finalidade é prestar apoio técnico e financeiro a projetos voltados de implantação e gestão de ações de sustentabilidade ambiental, segurança hídrica, alimentar e nutricional das famílias beneficiadas.

Já o edital de Qualificação de Agroindústrias da Agricultura Familiar, no valor de R$ 20 milhões, tem a finalidade de recuperar unidades agroindustriais que estão com dificuldade de funcionamento. Os recursos serão aplicados diretamente nas associações e cooperativas e contemplarão ações de estruturação e funcionamento de agroindústrias geridas por organizações produtivas da agricultura familiar e economia solidária, com investimentos em infraestrutura, produção, beneficiamento e comercialização, além de apoio à gestão.


Inscrições de propostas
As inscrições continuam abertas até o dia 11 de abril. As Manifestações de Interesse deverão ser preenchidas no formulário disponível no site da CAR (www.car.ba.gov.br). As dúvidas podem ser esclarecidas pessoalmente nos Serviços Territoriais de Apoio à Agricultura Familiar (SETAFs), unidades da SDR em todos os Territórios de Identidade da Bahia.

 

Alianças Produtivas

Outro edital lançado pelo Governo do Estado, no último mês de fevereiro, é o de Alianças Produtivas Territoriais, que segue com as inscrições abertas até o dia 04 de maio. Esse edital, no valor de R$ 60 milhões, é o primeiro na Bahia que tem como foco a relação comercial das cooperativas da agricultura familiar e empresas privadas, incentivando a inclusão no mercado e as oportunidades de negócio. Os recursos e investimentos serão direcionados para as cooperativas que poderão melhorar seus processos de gestão, aquisições de equipamentos mais eficientes, desenvolvimento de novos produtos, entre outros resultados. (ASCOM)


Edital de alianças produtivas é apresentado na Bacia do Rio Grande para alavancar desenvolvimento rural na região


Estimular o crescimento produtivo da agricultura familiar, por meio de parcerias com o setor privado é uma das ações estratégicas do Governo do Estado para alavancar o desenvolvimento rural da Bahia. Com essa premissa, Wilson Dias, diretor-presidente da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), empresa pública vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), participou, nesta quinta-feira (05), de encontros nos municípios de Barreiras e Wanderley, Território de Identidade Bacia do Rio Grande, com o objetivo de esclarecer dúvidas referentes ao Edital Alianças Produtivas, do projeto Bahia Produtiva.

Dias observou que as cadeias produtivas da piscicultura e do leite são destaque na Bacia do Rio Grande, lembrando que é de fundamental importância continuar incentivando e dinamizando o crescimento delas: “Nós precisamos estimular as principais cadeias produtivas da agricultura familiar, sobretudo nesse território, em que as pessoas normalmente entendem que a agricultura familiar não se destaca dentro dessa produção. O nosso papel é dar essa visibilidade a essa produção, mostrar que ela existe e que tem o potencial para se desenvolver e gerar mais renda e qualidade de vida para as famílias”.

O edital Alianças Produtivas Territoriais está com as inscrições abertas até o dia 4 de maio, pelo site: www.car.ba.gov.br, e prevê investimentos de R$ 60 milhões no potencial produtivo do rural baiano. Este é primeiro edital na Bahia de apoio às associações e cooperativas da agricultura familiar, tendo como foco a relação comercial destas cooperativas e associações com compradores do setor privado, incentivando a inclusão no mercado e atraindo empresas privadas para as oportunidades de negócio.

Jair Fernandes Souza, presidente da Cooperativa dos Piscicultores de Barreiras (Coopeixe), disse está esperançoso com a oportunidade de acessar recursos que ajudarão no desenvolvimento produtivo da cooperativa: “Vamos nos inscrever no edital, pois apostamos que esse arranjo de alianças vai dar certo”.

Antônio do Carmo, presidente da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), em Barreiras, afirmou: “estamos disponíveis para contribuir e ajudar a fomentar o protagonismo da piscicultura na região.

Já Ângela Francisca Pinto, presidente da Associação dos Produtores de Leite e Culturas Irrigadas (Proleite) enfatizou que não é possível progredir produzindo de maneira isolada: “Quando a gente trabalha junto as coisas acontecem. Muito bom ter a presença da CAR/SDR perto dos produtores, afinal Wanderley tem uma base sólida de produção de leite, aqui é uma região propícia e sabemos que a união é que faz a força. Com o Edital Alianças Produtivas a tendência é crescer”.

Participaram das reuniões representantes da Cooperativa Mista dos Agricultores Familiares (Coomaf), Cooperativa dos Piscicultores de Barreiras (Coopeixe), Superintendência Baiana de Assistência Técnica e Extensão Rural (Bahiater/SDR), Distrito de Irrigação Barreiras Sul (DISB), Codevasf, Cooperativa de Produtores de Leite do Oeste (Cooperleite), Associação da Agricultura Familiar Solidaria de Baianópolis (Agrifamsol) e outros produtores de leite do Território Bacia do Rio Grande. ASCOM


As lideranças e dirigentes do Partido dos Trabalhadores estão orientando o ex-presidente Lula a não se entregar em Curitiba e aguardar o cumprimento do mandado de prisão no Sindicato dos Metalúrgicos, no ABC


As lideranças e dirigentes do Partido dos Trabalhadores estão orientando o ex-presidente Lula a não se entregar em Curitiba e aguardar o cumprimento do mandado de prisão no Sindicato dos Metalúrgicos, no ABC

As lideranças e dirigentes do Partido dos Trabalhadores estão orientando o ex-presidente Lula a não se entregar em Curitiba e aguardar o cumprimento do mandado de prisão no Sindicato dos Metalúrgicos, no ABC.

Posted by BandNews TV on Friday, April 6, 2018


Secretária de Educação de São Felipe participa do Encontro de Dirigentes Municipais de Educação


A Secretária de Educação, Cultura, Esporte e Lazer de São Felipe, Glória Anjos, juntamente com coordenadores pedagógicos municipais marcaram presença no Fórum Extraordinário da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação – UNDIME, que discute os desafios para implementação da Base Nacional Comum Curricular (BNCC). O evento aconteceu hoje, (05) e vai até amanhã (06) em Salvador.

O tema discutido em mesas redondas entre os dirigentes municipais de educação de 380 municípios do estado, “Os desafios para implementação Base Nacional Comum Curricular”, teve como objetivo tirar as dúvidas dos municípios quanto a recém promulgada legislação, sendo esse um momento oportuno para que dirigentes compreendam o BNCC, sua importância, seu histórico de construção e revisão curricular: identificar e mobilizar os profissionais estratégicos, sobre quais princípios norteiam a política curricular em nível nacional e local. As equipes das secretarias, diretores, coordenadores e professores aproveitaram o momento para se familiarizar com a BNCC, entender o que ela é, como foi construída e como irá mudar a prática pedagógica. Além do caráter formativo, comunicação clara e contínua, dar transparência ao processo de revisão curricular e abrir espaço à mobilização.

De acordo com a Secretária de Educação, Glória Anjos, as redes de ensino terão um papel fundamental para a implementação da Base Comum Curricular e promoverá mudanças nas políticas educacionais. O primeiro dia de evento foi finalizado com a assinatura do Termo de Pacto Pela Base, pelos municípios representados, incluindo São Felipe, assumindo a responsabilidade de implementação da recém aprovada política pública educacional. (Ascom)