A Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente, lança seu mais novo projeto urbanístico de arborização: “Arborizar com consciência”

O coordenador de Meio Ambiente da Secretaria de Agricultura de São Felipe, Eduardo Águiar, falou  sobre o novo projeto de Arborização. “Os benefícios advindos da arborização urbana promovem a melhoria da qualidade de vida e o embelezamento da cidade. Essa arborização depende do clima, tipo de solo, do espaço livre e do porte da árvore … Leia Mais






São Felipe realiza nova Chamada Pública para compra de gêneros da agricultura familiar


Produtores e agricultores do município de São Felipe já podem ficar atentos a Chamada Pública para aquisição de produtos da agricultura familiar destinados ao preparo das refeições da merenda escolar de alunos matriculados na rede municipal de ensino através do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE). Os agricultores interessados em fornecer seus produtos no período de agosto a dezembro de 2018, deverão apresentar a documentação para habilitação e projeto de venda até o dia 06 de agosto de 2018, na sede da Prefeitura de São Felipe. A Sessão Pública para apresentação da relação dos proponentes dos projetos de venda será realizada no dia 07/08/2018, às 08h30min, na Sala de Licitações, na Prefeitura de São Felipe. Além de oferecer uma alimentação rica, saudável e nutritiva, a Prefeitura de São Felipe através da Secretaria Municipal de Educação, Esporte, Cultura e Lazer cumpre a determinação legal do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), que faz parte do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), ajudando também a fomentar a agricultura familiar no município em uma parceria com a Secretaria Municipal de Agricultura.



Bahia é líder do Nordeste em geração de emprego no mês de março


Bahia é líder do Nordeste em geração de emprego no mês de março

Em março de 2018, em relação ao saldo de postos de trabalho com carteira assinada, a Bahia (+4.151 postos) ocupou a primeira posição entre os estados nordestinos e a sexta no conjunto das unidades federativas. De acordo com a Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), no Nordeste, além da Bahia, apenas outros três estados apresentaram saldo positivo no mês: Maranhão (+1.017 postos), Piauí (+955 postos) e Ceará (+238 postos).  Portanto, a maioria dos nove estados da região apresentou desempenho negativo no terceiro mês do ano: Pernambuco (-9.689 postos), Alagoas (-6.999 postos), Sergipe (-2.477 postos), Rio Grande do Norte (-437 postos) e Paraíba (-367 postos).  As informações reunidas pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged).

O resultado positivo da Bahia decorreu da diferença entre 50.740 admissões e 46.589 desligamentos e representa uma variação de 0,25% no estoque de empregos formais.

Setorialmente, em março, seis das oito atividades econômicas contabilizaram saldos positivos: Serviços (+1.852 postos de trabalho), Agropecuária (+1.230 postos), Construção Civil (+1.133 postos), Administração Pública (+780 postos), Serviços Industriais de Utilidade Pública (+298 postos) e Extrativa Mineral (+15 postos). Por outro lado, dois setores eliminaram posições de trabalho com carteira assinada: Comércio (-696 postos) e Indústria de Transformação (-461 postos). (Bocão News)


Unidade de beneficiamento vai dobrar a produção de polpas de frutas em Palmas de Monte Alto


A população está cada vez mais consciente que cuidar da saúde é um compromisso com a qualidade de vida e bem-estar.  Nesse cenário, as frutas são fundamentais para alimentação saudável e devem ser consumidas diariamente. Atenta a esse nicho de mercado, a Associação das Mulheres Camponesas da Agricultura Familiar e Solidária (AMCAFS), do Município de Palmas de Monte Alto, Território Sertão Produtivo, aposta na produção de polpas de frutas sem adição de água ou conservantes.

 

A associação, que atualmente trabalha de forma artesanal na produção das polpas de frutas, está sendo beneficiada com a implantação da Unidade de Beneficiamento de Frutas, com investimento de R$171 mil. O projeto é executado pela Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), empresa pública vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), com recursos do Fundo de Combate a Pobreza (Funcep).  

Nesta quarta-feira (4), o diretor-presidente da CAR, Wilson Dias, visitou a sede da AMCAFS, responsável pela marca FrutVida e verificou o andamento das obras de construção  da Unidade de Beneficiamento de Frutas.

 

“Este é o grande objetivo da CAR/SDR: apoiar essas iniciativas dos agricultores  e agricultoras familiares para que a produção possa ser dinamizada, com o melhoramento da tecnologia, com assistência técnica e com os investimentos em insumos, máquinas e equipamentos, para que eles possam, dessa forma, ter mais condições de  obter sucesso na sua produção”, explicou o Wilson.

 

Selma Neres Porto, coordenadora da AMCAFS, informou que a nova unidade de beneficiamento vai aumentar em 100% a produção: “Atualmente tudo é feito de maneira manual e artesanal, quando tivermos os equipamentos isso vai render muito mais. A nossa capacidade de produção hoje é no máximo de 200kg/dia. Com a unidade de beneficiamento pronta, a gente aumenta a capacidade de produção para  60kg/hora.

Além das polpas, as mulheres da AMCAFS também produzem bolo de mandioca e geleias. Ano passado, via Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE),

foram comercializados 3.578Kg de polpas, 7.088 unidades de bolos de mandioca e 55kg de geleia de goiaba. Hoje, em média, cada integrante da associação consegue uma renda mínima de R$985.

 

Outras visitas

Depois da visita à AMCAFS, Wilson Dias, junto com o prefeito de Palmas de Monte Alto, Manoel Rubens Vicente da Cruz, conheceu as experiências de produção de mandioca no assentamento Nova Esperança, e quintais produtivos de agricultores familiares que cultivam milho e algodão.

 

“Essas iniciativas são da maior importância, pois só com a produção, principalmente da agricultura familiar, é que vamos ter as condições de fortalecer a economia do nosso município, porque 50% da população moram no campo e toda nossa área demográfica é totalmente habitada, na sua maioria por pequenos produtores”, afirmou o prefeito.


Prorrogadas as inscrições para editais do Bahia Produtiva


Estão prorrogadas, até o próximo dia 11 de abril, as inscrições para os editais do projeto Bahia Produtiva de Qualificação de Agroindústrias e voltados para a inclusão produtiva de Comunidades Quilombolas e Povos Indígenas. Com a prorrogação as associações e cooperativas As outras etapas do processo de seleção permanecem como está previsto nos editais disponíveis no site (www.car.ba.gov.br) da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), empresa pública vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR).

 

Os editais direcionados às Comunidades Quilombolas e Povos Indígenas, respectivamente, têm investimento de R$ 9 milhões cada, totalizando R$ 18 milhões. A finalidade é prestar apoio técnico e financeiro a projetos voltados de implantação e gestão de ações de sustentabilidade ambiental, segurança hídrica, alimentar e nutricional das famílias beneficiadas.

Já o edital de Qualificação de Agroindústrias da Agricultura Familiar, no valor de R$ 20 milhões, tem a finalidade de recuperar unidades agroindustriais que estão com dificuldade de funcionamento. Os recursos serão aplicados diretamente nas associações e cooperativas e contemplarão ações de estruturação e funcionamento de agroindústrias geridas por organizações produtivas da agricultura familiar e economia solidária, com investimentos em infraestrutura, produção, beneficiamento e comercialização, além de apoio à gestão.


Inscrições de propostas
As inscrições continuam abertas até o dia 11 de abril. As Manifestações de Interesse deverão ser preenchidas no formulário disponível no site da CAR (www.car.ba.gov.br). As dúvidas podem ser esclarecidas pessoalmente nos Serviços Territoriais de Apoio à Agricultura Familiar (SETAFs), unidades da SDR em todos os Territórios de Identidade da Bahia.

 

Alianças Produtivas

Outro edital lançado pelo Governo do Estado, no último mês de fevereiro, é o de Alianças Produtivas Territoriais, que segue com as inscrições abertas até o dia 04 de maio. Esse edital, no valor de R$ 60 milhões, é o primeiro na Bahia que tem como foco a relação comercial das cooperativas da agricultura familiar e empresas privadas, incentivando a inclusão no mercado e as oportunidades de negócio. Os recursos e investimentos serão direcionados para as cooperativas que poderão melhorar seus processos de gestão, aquisições de equipamentos mais eficientes, desenvolvimento de novos produtos, entre outros resultados. (ASCOM)