São Felipe BA: Alunos do Curso de Informática do Inforcentro atinge meta e recebe seus certificados

  Alunos do curso de Informática do Inforcentro que conseguiram atingir as metas receberão seus Certificados. Rafaela Teixeira, Elton Teixeira, Rosimeire Teixeira, Maria Vitória, Antônia Gonçalves, Adriana Vilas Boas, Mateus, Lavínia, Tamires, Tainara, Érica Correia, Cleberson, Rosimeire. O Inforcentro Curso de Informática este ano já atendeu 40 alunos, incluindo essas pessoas no mundo digital. O … Leia Mais



São Felipe BA: Escola Raimundo Ferreira comemora o dia do Folclore com apresentações e muita guloseimas

A Escola Municipal Raimundo dos Santos Ferreira, realizou na manhã desta quarta-feira (22/08), a comemoração do dia do folclore. De acordo com informações da diretora Cirlene Vilas Boas, os alunos fizeram apresentações no pátio da escola distribuíram guloseimas do folclore, cocada, pipoca, acarajé, paçoca. “Foi tudo muito lindo, fizemos uma cesta para secretária, os nossos … Leia Mais



São Felipe BA: Alunos da Escola Presidente Médici, realiza aula pratica de ciências


WhatsApp Image 2018-08-14 at 11.30.45 AM
WhatsApp Image 2018-08-14 at 11.30.46 AM
WhatsApp Image 2018-08-14 at 11.30.49 AM
WhatsApp Image 2018-08-14 at 11.31.01 AM
WhatsApp Image 2018-08-14 at 11.31.07 AM
WhatsApp Image 2018-08-14 at 11.31.08 AM
WhatsApp Image 2018-08-14 at 11.31.09 AM
WhatsApp Image 2018-08-14 at 11.31.28 AM(1)
WhatsApp Image 2018-08-14 at 11.31.29 AM(1)
WhatsApp Image 2018-08-14 at 11.31.29 AM(2)
WhatsApp Image 2018-08-14 at 11.31.31 AM
WhatsApp Image 2018-08-14 at 11.31.32 AM
WhatsApp Image 2018-08-14 at 11.31.33 AM(1)
WhatsApp Image 2018-08-14 at 11.31.33 AM
WhatsApp Image 2018-08-14 at 11.31.35 AM(1)
WhatsApp Image 2018-08-14 at 11.31.36 AM

Fotos: Inga Célia

Os alunos das turmas do 8° Ano Matutino das salas Darcy Ribeiro e Paulo Freire, da Escola Municipal Presidente Médici, concluíram nesta terça-feira (14/08), a aula prática de ciências sobre os tecidos humanos, atividade foi orientada pela professora Célia Regina.

De acordo com informações da professora as atividades tiveram como objetivo a Identificação, classificação, caracterização estrutural e funcional. Diferenciar os tecidos Epitelial, Conjuntivo, Muscular e Nervoso; E Reconhecer a importância dos tecidos para os seres humanos. “Os alunos foram excelentes! Um sucesso mesmo! Estão de Parabéns, eles são muito criativos e responsáveis, deram um show na aula prática, que Deus abençoe vocês, muitos sucessos em suas trajetórias”, destacou a professora Celia Regina.

Um dos alunos fez uma síntese de todos os conteúdos trabalhados na atividade apresentada na sala.  “OS tecidos podem ser definidos como agrupamentos de células que apresentam formas e funções semelhantes. Podemos classificar os tecidos humanos em quatro tipos fundamentais: epitelial, conjuntivo, nervoso e muscular. O tecido epitelial atua no revestimento de estruturas do corpo e na absorção e excreção de substâncias, além da secreção de importantes produtos. Existem ainda epitélios que atuam na função sensorial e aqueles que possuem função germinativa. Tecido conjuntivo. O tecido sanguíneo é um exemplo de tecido conjuntivo O tecido conjuntivo, diferentemente do tecido epitelial, apresenta uma grande quantidade de matriz extracelular, além de uma grande variedade de células. Sua função é variada, relacionando-se, por exemplo, com o preenchimento, armazenamento de gordura, cicatrização, defesa do organismo, transporte de substância e sustentação. Levando em consideração as diferentes estruturas celulares e a matriz extracelular, o tecido conjuntivo pode ser classificado em diferentes tipos. Como exemplos de tecido conjuntivo, podemos citar o tecido conjuntivo propriamente dito, o tecido adiposo, o cartilaginoso, o ósseo e o sanguíneo. Apesar de serem tecidos bastante diferentes, eles apresentam em comum o fato de possuírem diferentes tipos celulares e uma grande quantidade de matriz extracelular. O tecido muscular destaca-se por sua capacidade de contração. O tecido muscular apresenta células alongadas com capacidade de contração, de manter o coração batendo adequadamente. Podemos classificar o tecido muscular em três tipos básicos: o tecido muscular estriado esquelético, tecido muscular estriado cardíaco e tecido muscular liso ou não estriado. Os músculos estriados esqueléticos estão ligados ao esqueleto e possuem contração voluntária. O músculo estriado cardíaco está presente no coração e apresenta contração involuntária. Já o músculo não estriado é encontrado na parede de alguns órgãos ocos, tais como o útero e a bexiga, e sua contração é involuntária. O tecido nervoso apresenta como componentes principais os neurônios e as células da glia. O tecido nervoso forma uma grande rede no organismo, permitindo a comunicação entre todas as partes do corpo. É por meio desse tecido que se torna possível a percepção do meio interno e também do meio externo. Aprendizagem, sensações de dor, criatividade, memória, contração muscular, entre outras ações, só são possíveis graças a esse tecido. O tecido nervoso possui apresenta como componentes principais os neurônios e as células da glia componentes: os neurônios e as chamadas células da glia. Os neurônios são o tipo mais conhecido e possuem a capacidade de propagar o impulso nervoso. Já as chamadas células da glia englobam um grande grupo de tipos celulares, como os oligodendrócitos e as células de Schwann, que produzem a bainha de mielina; os astrócitos, que possuem a função de sustentação dos neurônios; e a micróglia, células com capacidade fagocitária”, concluiu ele.



São Felipe BA: Escola Municipal Presidente Médici cria o primeiro Grêmio Estudantil


IMG-20180813-WA0047
IMG-20180813-WA0048
IMG-20180813-WA0049
IMG-20180813-WA0037
IMG-20180813-WA0038
IMG-20180813-WA0045

A Escola Municipal Presidente Médici realizou na manhã desta segunda-feira (13/08), a eleição das chapas a presidência do 1°  Grêmio Estudantil da Escola.

Em contato com a nossa reportagem, o diretor da Escola Cassio Lima, disse está feliz com o resultado do processo fundação do primeiro Grêmio da escola. ” Quero parabenizar a todos os envolvidos neste trabalho, alunos, professores e funcionários.  As coisas ocorreram tudo dentro da normalidade. Os participantes poderam usufruir do exercício pleno da democracia”, destacou ele.

Cassio ainda acrescentou que os alunos respeitaram todo o processo eleitoral. “Estou muito feliz por todo o contexto, os participantes das chapas fizeram uma belíssima campanha, com muito respeito e ética. E aproveito a oportunidade, para parabenizar a Força Jovem pela Vitória, desejos aos vencedores que façam um ótimo trabalho e conta sempre com o apoio de toda comunidade escolar”,  concluiu ele.

Grêmio Estudantil Juventude Ativa –  ESCOLA MUNICIPAL PRESIDENTE MÉDICI: 2018.



Decisão do STF pode permitir que crianças sejam educadas em casa


Decisão do STF pode permitir que crianças sejam educadas em casa

O Supremo Tribunal Federal  (STF) julgará, no dia 30 de agosto, a possibilidade de pais tirarem os filhos da escola para ensiná-los em casa, prática conhecida como educação domiciliar. Os ministros irão decidir se essa forma de ensino, que é comum nos Estados Unidos passa pelo crivo da Constituição. No artigo 205, a Carta trata a educação como um “direito de todos e dever do Estado e da família”, a ser “promovida e incentivada com a colaboração da sociedade”. De acordo com a Constituição, o objetivo é o “plano de desenvolvimento da pessoa, seu preparo para o exercício de cidadania e sua qualificação para o trabalho”. A ação que será julgada surgiu em 2012, quando uma estudante da cidade de Canela, no Rio Grande do Sul, que na época tinha 11 anos, pediu ao juiz da cidade, com o apoio dos pais, o direito de estudar em casa. De acordo com o G1, o objetivo era derrubar a decisão da Secretaria Municipal de Educação, que orientava os pais a matricularem a menina, para que ela frequentasse a escola. Até o ano de 2011, ela havia estudado em uma escola pública da cidade, no entanto, desejava cursar o ensino médio com a ajuda dos pais em casa. Isso porque a escola juntava na mesma sala alunos de idades e séries diferentes. Segundo os pais, os colegas mais velhos tinham sexualidade avançada e falavam palavrões, o que, pela visão deles, não refletia um cenário ideal de convivência e socialização.  Por ser de uma família cristã, os pais acreditam no criacionismo e “não aceita viável ou crível que os homens tenham evoluído de um macaco”.

O juiz da comarca negou o pedido, alegando que “o convívio em sociedade implica respeitar as diferenças” e que a escola é o primeiro lugar em que a criança se vê diante disso, no contato com colegas de diferentes “religiões, cor, preferência musical, até de nacionalidades distintas, etc”. A decisão foi mantida na segunda instância da Justiça pelo Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul (TJ-RS). A família recorreu ao STF e, em 2016, o ministro Luís Roberto Barroso suspendeu as decisões judiciais que impediam pais de educarem os filhos em casa até a uma posição final do STF sobre o assunto.