Ateu se rende a Cristo após Médica fazer oração com pacientes antes de cirurgia


Qual é o lugar e o momento ideal para fazer uma oração em favor do próximo? Se depender da médica Carolina Patalano, de 32 anos, essa resposta pode ser facilmente dentro de um centro cirúrgico, e de preferência na presença de um ateu.

A oração faz parte da rotina de Carolina. Foi falando com Deus que ela decidiu fazer o curso de medicina, visando ajudar outras pessoas através da saúde. “Eu estava no ensino médio e, certo dia, com minha mãe, oramos pedindo ajuda a Deus para que me mostrasse que curso eu deveria fazer”, disse ela.

Já formada e especializada em neurologia, ela se tornou cirurgiã do Hospital Fiorito de Avellaneda, em Buenos Aires, Argentina. Foi lá que a médica decidiu colocar em prática o seu testemunho cristão através da oração, oferecendo aos seus pacientes a oportunidade de falar com Deus antes de cada cirurgia.

“Sempre pergunto à pessoa se quer que eu ore por ela. Ainda não encontrei alguém que recusasse a oração. As pessoas sempre ficam agradecidas e surpresas ao ver um médico orar por elas”, disse ela.

Certa vez, ao oferecer a oração para um paciente, ele disse: “Sou ateu, mas se você quiser, faça a oração”. A declaração não surpreendeu a médica, mas pelo contrário, foi uma oportunidade para lhe mostrar o amor de Deus, mesmo para com uma pessoa que diz não acreditar em sua existência.

“Então eu orei e nos despedimos. Na semana seguinte, ele passou por mim no hospital e me disse que lhe aconteceram muitas coisas e que, desde então, cria em Deus”, disse Caroline. “Evidentemente, lhe ocorreram coisas que lhe mostraram, de acordo com sua lógica, que Deus existia.”.

Diferente do que muitos imaginam, Caroline ora por seus pacientes não apenas por uma questão religiosa. Ela sabe que Deus pode intervir em favor de cada pessoa, mas também reconhece que, segundo estudos científicos, a oração desencadeia efeitos químicos benéficos em quem confia no poder sobrenatural da fé.

“Nessas pesquisas foi descoberto que a oração melhora a qualidade de vida, diminui os níveis de estresse, de ansiedade e de desesperança. São benéficos à saúde mental que repercutem na saúde física. Faz bem ao paciente lhe dar essa atenção”, conclui a médica, segundo o Notícias Adventistas.

por Will R. Filho – Gospel Mai


Pastor famoso por trabalho sobre saúde mental comete suicídio no EUA


Wilson e sua esposa fundaram um programa chamado “Hino da Esperança”, projetado para ajudar as pessoas que lidam com depressão e pensamentos suicidas.

“Jarrid também lidou repetidamente com a depressão e foi muito aberto sobre suas lutas em andamento”, disse Laurie. “Ele queria ajudar especialmente aqueles que estavam lidando com pensamentos suicidas”. Ele deixa sua esposa, Juli, e dois filhos pequenos.

Jarrid Wilson

✔@JarridWilson

 

 

Loving Jesus doesn’t always cure suicidal thoughts.

Loving Jesus doesn’t always cure depression.

Loving Jesus doesn’t always cure PTSD.

Loving Jesus doesn’t always cure anxiety.

But that doesn’t mean Jesus doesn’t offer us companionship and comfort.

He ALWAYS does that.

23,7 mil

18:01 – 9 de set de 2019

Informações e privacidade no Twitter Ads

7.760 pessoas estão falando sobre isso

 

Em sua página verificada no Twitter, Wilson publicou várias vezes sobre setembro como o mês nacional de prevenção ao suicídio. Em um post na segunda-feira, ele escreveu: “Amar Jesus nem sempre cura pensamentos suicidas. Amar Jesus nem sempre cura depressão. Amar Jesus nem sempre cura PTSD. Amar Jesus nem sempre cura ansiedade. Mas isso não significa que Jesus não nos oferece companhia e consolo. Ele sempre faz isso. ”

Jarrid Wilson (Crédito: Reprodução / Instagram)

Jarrid Wilson, um pastor popular conhecido por seu trabalho em defesa da saúde mental em uma mega-igreja no sul da Califórnia, EUA, suicidou-se, segundo informações do pastor sênior Greg Laurie, da Harvest Christian Fellowship Church. As informações são da CNN.

Wilson ingressou na igreja como pastor associado no ano passado e já falou muitas vezes sobre a questão da saúde mental, disse Laurie.

A última atividade em sua conta no Twitter foi um retweet da página Anthem of Hope. A postagem original contém um recurso de bate-papo 24 horas por dia, 7 dias por semana, e diz: “Solitário? Deprimido? Precisa de alguém com quem conversar? … Você não precisa fazer isso sozinho!”

Em sua conta não verificada do Instagram, a esposa de Wilson escreveu que ele era um “amoroso, generoso, generoso, encorajador, bonito, hilário, dando a camisa (fora) seu marido de costas”.

“Não há mais dor, meu Jerry, não há mais luta”, escreveu ela. “Você está completo e finalmente está livre. Suicídio e depressão alimentaram-lhe as piores mentiras, mas você sabia a verdade de Jesus e eu sei que você está ao seu lado neste exato momento.”

Istoé



Assassino esfaqueia a ex, invade igreja e mata mais 3 em Paracatu, MG


                                                     Foto: Ailton Pinheiro/ Arquivo Pessoal

Um homem armado, de idade ainda não informada, invadiu uma igreja evangélica na noite desta terça-feira (21) em Paracatu, região Noroeste do Estado, e matou pelo menos três pessoas. Antes da chacina, ele matou a ex-namorada com uma facada no pescoço. De acordo com as primeiras informações da Polícia Militar (PM), a intenção de Rudson Aragao Guimaraes era matar o pastor que, segundo a PM, é casado com a ex-namorada dele.

A Polícia Militar (PM) dão conta de que no início da noite o homem foi até a casa da mãe dele, no Bairro Bela Vista, onde estava ex-namorada, armado com uma faca e surpreendeu a vítima com uma facada no pescoço. Ela chegou a ser socorrida por testemunhas, mas não resistiu.

Logo em seguida, o homem pulou a grade de proteção e invadiu a Igreja Batista Shalom, situada no mesmo bairro, e disparou contra os fiéis que participavam de uma reunião. Foram mortas três mulheres e um homem (pai do pastor) de idades ainda não confirmadas. Ainda conforme a PM, a intenção do atirador era matar o pastor, no entanto ele conseguiu fugir.

Militares que atendiam à primeira ocorrência foram informados de que o suspeito havia invadido a igreja e se deslocaram até o local. Ele chegou a fazer uma das vítimas como refém e os policiais tentaram negociar. Porém, ele matou a vítima instantes depois. Logo em seguida, o suspeito foi atingido por um tiro. Ele foi encaminhado em estado grave para o hospital e permanece internado.

A PM informou, ainda, que populares tentarem invadir o hospital para matar o homem, mas a multidão foi contida.

Suspeito do ataque foi baleado por militares em Paracatu e levado para hospital — Foto: Divulgação/Polícia Militar

Suspeito do ataque foi baleado por militares em Paracatu e levado para hospital — Foto: Divulgação/Polícia Militar

Homem invade igreja Batista em Paracatu e mata três fiéis, ele também esfaqueou e matou a ex-namorada — Foto: Divulgação/Polícia Militar

Homem invade igreja Batista em Paracatu e mata três fiéis, ele também esfaqueou e matou a ex-namorada — Foto: Divulgação/Polícia Militar

G1


Recém-nascida em estado grave sai da UTI após orações: “Deus é Deus de milagres


Sarah de Lima hoje, aos três meses; e, à esquerda, quando estava internada na UTI Neonatal com complicações em decorrência da hipoglicemia detectada com um dia de vida. (Foto: Reprodução/Mariane Lima)

A pequena Sarah levará algum tempo para conseguir testemunhar pessoalmente o que Deus já fez em sua vida, mas até lá, seus pais contam como viram o agir do Espírito Santo trazendo cura física e o fortalecimento de uma fé inabalável nas promessas do Senhor.

Sarah nasceu saudável às 00h03 do dia 20/11/2018, com três quilos, filha de de Mariane e Messias de Lima. Na manhã do dia seguinte, porém, a criança preocupou seus pais e os médicos.

Levada para fazer o teste de hipoglicemia neonatal, ficou constatado que a pequena Sarah estava entrando em coma por insuficiência glicêmica. Ao invés de apresentar uma taxa entre 80 e 90, ela estava apenas com 11.

Ela não tinha reação alguma, precisou ser entubada, pois não conseguia mais respirar sozinha”, contou Mariane ao portal Guiame.

Levada para a UTI neonatal às pressas, desde então uma série de complicações afetaram à recém-nascida, como convulsões e uma inflamação intestinal capaz de provocar necrose do intestino.

Mesmo com toda a medicação, os estado de saúde de Sarah foi se agravando, ao ponto da médica pedir ao pais para chamar os familiares. “Ela teve insuficiência renal aguda e teria que ser transferida para um outro hospital para fazer hemodiálise”, disse a mãe.

“Naquele momento Sarah se tornou o bebê de maior risco da UTI. Ela não tinha possibilidade de ser transferida de hospital e a doutora me pediu para chamar o pai e os avós para se despedirem, pois ela podia falecer a qualquer momento devido seu estado muito grave”, lembra Mariane.

O poder da oração em nome de Jesus

Os pais de Sarah tinham muitos motivos para entrar em desespero e questionar a Deus sobre tudo o que estava acontecendo. No entanto, ao invés disso, eles decidiram confiar e entregar a vida da filha nas mãos do Senhor, através das orações.

“Nós, como pais, estávamos em pedaços com as notícias. Mas nós dois tínhamos a paz que excede todo entendimento e a certeza no nosso coração do milagre na vida da nossa filha”, disse Mariane, destacando algo importantíssimo: “Em nenhum momento murmuramos”.

O casal não estava só. Eles puderam contar com uma rede de irmãos em Cristo que entrou em clamor pela vida de Sarah.

“[A história da Sarah] se espalhou de uma maneira muito rápida, as pessoas sentiram a nossa dor e tiveram uma compaixão extraordinária da Sarah; eu recebia áudios de pessoas chorando e orando por ela”, disse a mãe.

“Tivemos muita ajuda em oração e o amor das pessoas pela vida da Sarah me constrangeu; vi o amor de Jesus, vivi esse amor e o senti através desse momento difícil. Isso é o amar ao próximo como a ti mesmo”, lembra.

Finalmente, os sinais vitais de Sarah começaram a melhorar ao ponto de todos os sintomas desaparecerem. Até mesmo o receio dos médicos de que a criança ficaria com sequelas devido às convulsões, não se confirmaram.

No dia 25 a recém-nascida teve alta do hospital em perfeito estado de saúde. Esse foi nosso deserto, mas temos a certeza em nosso coração que ela saiu rápido de lá porque não murmuramos, não passamos um dia a mais do que éramos para passar”, destaca Mariane.

“Ela não teve mais nenhuma convulsão e não teve sequelas, pois nosso Deus é Deus de milagres. E nós vivemos com o milagre há três meses. Só precisamos confiar, acreditar e descansar mesmo que pareça impossível”, conclui.

Gospel + por Will R. Filho