Acidente grave deixa feridos próximo a Colibri em Amargosa

O SAMU de Mutuípe socorreu as vítimas. Na noite desta sexta-feira  (11) um grave acidente deixou feridos na BA 540, estrada que liga os municípios de Amargosa e Mutuipe. De acordo com informações, algumas pessoas ficaram feridas após um veículo modelo Gol, que estava estacionado, ser atingido por uma caminhonete modelo C10. O gol pertence a … Leia Mais





Ônibus com estudantes cai em ribanceira na BR-101

Um ônibus com universitários do município baiano de Ibirapitanga caiu em uma ribanceira na BR-101, na noite desta quinta-feira, 10. O acidente envolveu outros dois veículos menores. Ninguém ficou ferido. Um dos estudantes informou ao site Giro em Ipiaú que a situação aconteceu após uma manobra de conversão brusca de uma viatura da polícia, nas imediações … Leia Mais


Padre Fábio de Melo fala mal de ‘macumba’ e depois pede perdão


Padre Fábio de Melo fala mal de 'macumba' e depois pede perdão

Foto : Divulgação

O Padre Fábio de Melo foi notificado extra-judicialmente pelo babalaô Ivanir dos Santos, que se incomodou com um post do sacerdote católico nas redes sociais.  “Não tenha medo de macumbas, você tem o poder de fazer milagres”, dizia a legenda da publicação de um vídeo feita pelo padre.  Além de excluir o vídeo da página dele no Facebook, Fábio de Melo entrou em contato com Ivanir e se comprometeu a visitar terreiros que têm sido atacados no Rio de Janeiro, cidade onde uma onda de intolerância cresce nos último anos. O padre também se desculpou no Twitter: “Sempre manifestei publicamente o meu respeito a todas as religiões. O candomblé fez parte da minha origem. Nunca quis ofender ou desmerecer quem quer que seja. Apenas expressei, durante uma celebração cristã, convicções cristãs. Peço perdão aos que se sentiram ofendidos”, escreveu. E prosseguiu: “Eu não sou proprietário da verdade. Eu estou em busca dela. Quero o esclarecimento espiritual que me coloque ao lado de todos. Diferentes e iguais a mim. Somos irmãos e não me sinto melhor que ninguém. Se fui infeliz na forma como expressei o meu não crer, perdoem-me”. “Já fiz um contato com o babalorixá Ivanir dos Santos. Ele foi extremamente gentil comigo. Nosso desejo é esclarecer que tolerância religiosa não significa abrir mão do que cremos ou não cremos, mas conviver harmoniosamente, colaborando na construção de um mundo melhor. O mundo já está dividido demais para que criemos outras divisões a partir de nós”, finalizou Fábio de Melo. (M1)




Respeito e renovação política, ou servilismo e covardia? Reflexão Dr. Waldir Santos


Alguns políticos ainda não se deram conta do momento em que estamos. Mesmo os mais jovens, que não viveram o tempo em que o poderoso chefão, normalmente ocupante do topo da pirâmide da corrupção, definia quem ia ganhar as eleições, comportam-se como se estivéssemos na época dos chicotes que listravam lombos imbecis, em que no gabinete se decidia quem seriam os capachos eleitos para o parlamento e os postes escolhidos para o executivo.

A declaração dada à imprensa, em 09/05, pelo vice-prefeito Bruno Reis, mostra o escancaramento da humilhante relação entre candidatos inocentes, iludidos com a promessa de apoio e com palpites sobre imaginárias chances, e os “donos” dos partidos políticos. Acham insuficiente o controle pleno e nada democrático das agremiações que integram, cujas decisões são tomadas à revelia e sem respeito à militância, e lançam agora, como caciques modernos, seus gatázios sobre os partidos aliados, tratando-os como meros apêndices a serem explorados, ou, para usar a expressão histórica, como satélites, sempre a girar em torno do astro rei.

Com o objetivo de acalmar os parlamentares que, especialmente nestes tempos tenebrosos para alguns que sempre ganharam as eleições com dinheiro oriundo da corrupção, temem perder os privilégios do cargo, e que nunca foram eleitos sem os votos dos pequenos (exceto casos como o de Lúcio Vieira Lima, e hoje todos conhecem o motivo), o vice-prefeito anunciou um nítido “passa, menino” nos partidos que se atreverem a tentar eleger seus próprios deputados, recusando-se a servir de “escadinha” para manter os de sempre nas polpudas cadeiras do parlamento.

Em alguns partidos, especialmente os que têm dirigentes obediente$, isso pode ser fácil. Será, no entanto, que Bruno Reis combinou com os russos? Reconheço que ele tem meio$ para convencer alguns partidos a comporem o chapão, mesmo traindo os candidatos pequenos, que foram atraídos pela promessa de que o partido só coligaria com partidos sem deputados, formando chapinhas, nas quais eles têm chance de eleição, mas será que ele tem meios para obrigar os candidatos a confirmarem as candidaturas? Creio que não. Há alguns meses coloquei no ar o www.votovalido.org, onde descrevo a maldade feita com os candidatos inexperientes, que tradicionalmente servem apenas para reeleger os deputados, e percebi grande interesse e surpresa das pessoas para com as informações ali contidas, especialmente as que já disputaram eleição para deputado ou vereador.

E nós, os eleitores, atores principais desse processo, será que é isso que queremos? Estamos satisfeitos com os deputados que temos, e reelegê-los é o desejo do povo?

Bruno Reis precisa lembrar que os partidos pequenos, temendo a degola da cláusula de barreira, precisam eleger seus deputados, especialmente os federais. E assim têm orientado, e até imposto, as direções nacionais, por ser questão de sobrevivência. Além da arrogância ao mencionar os partidos como se fossem seus, chega o vice-soberano a citar possíveis candidatos, já lhes atribuindo o natural destino da derrota e a vergonhosa condição de “escadinha” anunciada. Não creio que a todos os citados falte dignidade e altivez, como parece supor o vice-prefeito.

A mesma estratégia tem sido anunciada no grupo da situação, e a mesma reação é adotada pelos partidos pequenos.

Somente nas convenções vamos ver quem se respeita, e quer, em sintonia com o povo, renovação, e quem está na política apenas para servir aos sabidos, curvando-se ao atraso.

Fonte: Waldir Santos,  Advogado da União e filiado ao Partido Verde.





São Filipe BA: Presidente da Câmara, vereador Laurinho Moura, fala sobre homenagem a Dr. Rodrigo e o título de cidadão ao deputado Alex Lima


O vereador Laurinho Moura, falou com nossa reportagem na manhã desta quarta-feira (09/05), e na oportunidade abordamos a situação de seu estado de saúde, ele nos afirmou que está bem. “Estou muito bem, posso afirmar que já atingir os 98% de minha recuperação, ainda esta semana estarei aí, em São Filipe”, apontou ele.

Ele mais uma vez, voltou a ressaltar o nome do médico, Dr. Rodrigo Nascimento, como seu anjo salvador. “Agradeço muito a Dr. Rodrigo, um profissional integro, dedicado, tem feito um trabalho excepcional em prol de nossa população, e merece todo o nosso  respeito e gratidão. Estarei fazendo uma homenagem no próximo dia 29, ele receberá uma moção pelo excelente trabalho realizado”, destacou Moura.

Outro homenageado pelo vereador é o deputado estadual, Alex Lima, que receberá o título de Cidadão Sanfilipense. “Alex, tem sido grade parceiro, juntamente com o governador, Rui Costa. Acredito nesse nosso vinculo, e ciente de que ele, irá ajudar muito o nosso município, iremos contempla-lo com o título de cidadão”, explanou-o.

Lauro, ainda destacou a conquista do poder Legislativo, em relação a uma ação judicial contra o executivo em virtude de corte no repasse. “ Quero parabenizar ao excepcional advogado Dr. Ademir Passos, pelo seu empenho e dedicação neste caso, com sua influência e otimismo, sempre convicto na obtenção de um resultado positivo, nos manteve firme nesta questão. Ele tem sido um grande parceiro de nossa gestão, nos ofertando boas orientações, sempre cauteloso e nos transmitindo segurança em nossas ações. Obtivemos uma decisão por unanime neste julgamento, que foi justo e leal, perante a Constituição Federal. Meus parabéns Dr. Ademir”, concluiu ele.