DMC: Prefeito Guito e deputado Robinson Almeida participam de entrega de cestas do Programa de Aquisição de Alimentos

A Prefeitura de Dom Macedo Costa realizou na tarde de ontem (29) mais uma entrega de cestas do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA). Ao todo, 150 famílias macedenses foram contempladas com produtos saudáveis, provenientes da agricultura local. Este mês foram comprados R$ 14.748,00 em alimentos com os produtores rurais. O deputado estadual eleito Robinson … Leia Mais




Papa Francisco reza por vítimas da tragédia em Brumadinho

Foto: © Alessandro Bianchi/Reuters O Papa Francisco orou pelas vítimas do rompimento da barragem em Brumadinho, em Minas Gerais, durante participação na Jornada Mundial da Juventude (JMJ) no Panamá, neste domingo (27). O pontífice apelou pela misericórdia de Deus para os que morreram. “Ao mesmo tempo, expresso meu amor e proximidade espiritual para seus parentes e toda … Leia Mais




Padre Valter, é empossado pároco da Paroquia Nossa Senhora de Brotas, e destaca sua trajetória


Padre Valter Moura, assumiu na noite desta ultima sexta-feira (18/01), a paroquia Nossa Senhora de Brotas, da cidade de Milagres. O Bispo Dom Valdemir, designou essa nova missão ao Padre, que nos últimos seis anos, esteve a frente paroquia São Filipe e São Tiago, tida como a mais fervorosa da diocese de Amargosa.

Ele agradeceu ao Bispo Dom Valdemir, e a toda população que compareceu ao momento de posse, e destacou sua passagem pela paroquia São Filipe e São Tiago. “Agradeço ao povo de Rafael Jambeiro, que, após seis anos, os laços continuam firme. Ao poder de fogo de São Filipe e São Tiago, quantas maravilhas, ao assumir aquela comunidade paroquial, não pelas tantas coisas que ganhei, carinho, abraços, mas por poder aprender com vocês, a viver mais e melhor a minha fé”, destacou padre Valter.

Padre Valter ainda citou seus sentimentos em sua chegada a sua nova casa. “Chego aqui a Milagres, com o meu coração aberto, venho para servir, e servir na condição de pastor, e ser pastor eu compreendo que neste 15 anos de vida sacerdotal, não é agradar, por que nem Jesus agradou. Aqui minha missão é ajudar vocês, a viver a fé, conduzir vocês no caminho que leva ao encontro com nosso senhor Jesus Cristo”, pontuou ele.

50790031_1208801342618591_8580176413418586112_n
50771271_1208948035937255_4751615653499109376_n
50728538_1208800979285294_526184883043696640_n
50724778_1208801285951930_5536601453184942080_n
50574114_1208801489285243_8216116190632738816_n
50528108_1208801529285239_3302425165920468992_n
50414451_1208947845937274_5371644605592764416_n
50257568_1208947739270618_5894355710497521664_n
50250722_1208800549285337_3804966116560732160_n





Concurso para professores e coordenadores foi o primeiro com regime de 40 horas na rede estadua


Com experiências, pesquisas e atividades de extensão, voltadas para a agricultura familiar e o desenvolvimento rural no estado da Bahia, foi lançado, nesta quarta-feira (16), no Auditório da Secretária de Desenvolvimento Econômico da Bahia (SDE), em Salvador, o livro Anais do Simpósio de Pesquisa e Experiências em Agricultura Familiar. A ação é promovida pela Secretaria de Desenvolvimento Rural do Estado da Bahia (SDR), por meio da Coordenação Executiva de Pesquisa, Inovação e Extensão Tecnológica (Cepex), em parceria com a Rede Baiana de Pesquisa, Ensino e Extensão para o Desenvolvimento Rural e Agricultura Familiar.

“Essa publicação é resultado de um exercício e do esforço do Governo do Estado, realizado em parceria com universidades, entidades da agricultura familiar e sociedade civil, que possibilitou a sistematização de experiências que dialogam e contribuem com o desenvolvimento rural do estado. Que possamos garantir a continuidade dessa parceria”, afirmou o titular da SDR, Jerônimo Rodrigues.

O lançamento do livro é uma homenagem aos pesquisadores e extensionistas que trabalham com a agricultura familiar e agricultores experimentadores. Pretende-se, com esta publicação que, cada vez mais, a comunidade científica e os experimentadores fiquem mais estimulados a contribuírem para o desenvolvimento rural da Bahia, com foco na agricultura familiar e povos e comunidades tradicionais.

De acordo com o subsecretário de Educação, Nildon Pitombo, as instituições de ensino e pesquisa estão bem representadas no livro, que traz projetos inusitados. Pitombo salientou que as ações, que envolvem instituições de ensino e pesquisa e agricultura familiar, e outras políticas públicas voltadas para a educação do campo, são uma responsabilidade das duas secretarias: “Verificamos a inserção da juventude rural, bem marcada, no sentido da inclusão produtiva, isso é o que revelam os projetos apresentados nos anais. É muito bom saber também, que as instituições tratam com respeito e consciência os saberes tradicionais dos povos do campo, que não são inconciliáveis com os saberes acadêmicos formais”.

O secretário de Educação de Lauro de Freitas e ex-reitor da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), Paulo Gabriel Nassif, observou que 27% da população baiana vive no campo, destacando a importância de desenvolver processos para que essa população permaneça e se desenvolva no campo: “Ter 27% da população no campo não é pouco. É uma vantagem comparativa impressionante. É considerado um indicador de desenvolvimento sustentável”.

Os trabalhos, oriundos de todas as regiões do estado, foram apresentados no 1º Simpósio de Pesquisas e Experiências em Agricultura Familiar e Desenvolvimento Rural, e envolve universidades públicas e particulares de toda a Bahia, além de alunos e professores da educação profissional do estado, escolas família agrícola, pesquisadores independentes, extensionistas e agricultores familiares, representados por suas federações ou individualmente. Entre as experiências se destacam temas relacionados à Caatinga, Caprinovinocultura, Semiárido, Etnomapeamento, Agroecologia  e Análise da Eficiência de Políticas Públicas, dentre outros.

Do total das experiências e pesquisas apresentadas durante o simpósio, 52% são de autoria do público feminino, uma dessas experiências é da médica veterinária e estudante  de Mestrado do Programa de Ciência Animal nos Trópicos, da Universidade Federal da Bahia (UFBA), Rafaela Oliveira, que tem dois resumos publicados, um voltado para a biosseguridade na agricultura familiar e o outro sobre os desafios para a extensão rural: “Vendo esse trabalho e o simpósio, a gente percebe que existem muitas pessoas pensando na agricultura familiar. Atualmente eu continuo desenvolvendo uma atividade com a agricultura familiar e assentamentos da região de Mata de São João e Dias D’Ávila, para entender as dificuldades que os pequenos agricultores têm para comercializar seus produtos”.

O chefe de Gabinete da SDR, Jeandro Ribeiro, ressaltou o reconhecimento que a  agricultura familiar vem ganhando na Bahia: “Certamente as pessoas que escreveram esses trabalhos têm uma experiência grande com a agricultura familiar, no seu dia a dia. Só assim é possível escrever materiais precisos com esse tema. É preciso, de fato, difundir esse material, para que essas experiências possam chegar aos agricultores familiares”.

Para o coordenador executivo da Cepex, José Tosato, essa é uma ação estratégica, para que pesquisadores e experimentadores possam se debruçar, ainda mais, sobre os desafios da agricultura familiar: “Que os agricultores familiares possam ter as portas abertas nas instituições de ensino e pesquisa, para demandar tecnologias e inovações e, com isso, possamos avançar no desenvolvimento rural”.

O lançamento da publicação, que está disponível também em meio digital, no site da SDR, por meio do link: https://bit.ly/2RTVWo6, contou com a participação da titular da SDE, Luísa Maia, dos prefeitos dos municípios de Ibicuí e Santa Luzia, de professores de instituições de ensino e técnicos e dirigentes da SDR.