Itatim: Radialista é assaltado dentro do estúdio

Imagem Ilustrativa | Foto: Marcos Santos / USP Imagens Uma emissora de rádio foi invadida na cidade de Itatim/BA, na manhã desta sexta-feira, dia 03. Por volta das 5h15 o radialista Jucelino Lima estava no estúdio da Ponta Aguda FM se preparando para entrar no ar, quando foi surpreendido por um elemento armado e encapuzado … Leia Mais


Belmonte: Homem toma “chumbinho” durante audiência judicial

Foto: MAISBN.com Na manhã da última quarta-feira (01) no Fórum Luiz Viana Filho em Belmonte o réu José Raimundo Maia Damasceno surpreendeu servidores do poder judiciário ao tomar veneno de rato (chumbinho) após ouvir a sentença que lhe foi desfavorável. Segundo informações José Raimundo Maia Damasceno era réu em um processo por desacatar um oficial … Leia Mais


Bahia fecha semestre com redução de mortes violentas, segundo SSP

Foto : Divulgação/SSP-BA O primeiro semestre na Bahia apresentou redução de mortes violentas, segundo indicadores criminais e de produtividade apresentados pela cúpula da Secretaria da Segurança Pública na manhã de hoje (1º). O índice teve redução de 6,8%, valor acima da meta de 6% estipulada pelo programa Pacto pela Vida.  Os Crimes Violentos Letais Intencionais, … Leia Mais


Caminhão de coco tomba e deixa dois feridos em Mundo Novo

Duas pessoas, que não tiveram as identidades divulgadas, ficaram feridas após um caminhão transportando coco tombar na manhã desta terça-feira, 31, na cidade de Mundo Novo (distante a 304 km de Salvador). De acordo com o site Agmar Rios, o acidente aconteceu na avenida Numa Alves Barreto, nas proximidades do Centro Educacional Santo Agostinho, após o veículo apresentar problemas nos freios. O motorista, que ficou … Leia Mais


Vice-prefeito de Itaparica morre em acidente de carro neste domingo (29)

O vice-prefeito de Itaparica, Admilson Bazarh (PR), morreu na noite deste domingo (29) em um acidente de carro na localidade de Mocambo, na Ilha. As informações preliminares são de que o carro do vice-prefeito teria caído em um buraco, saído da pista e batido de frente com uma árvore. (Bocão News)


Locutor perde controle da direção e bate carro em poste na zona rural de Valente


Locutor perde controle da direção e bate carro em poste na zona rural de Valente

Foto: Reprodução/Calila Notícias

Um carro modelo Pálio Week Trekking conduzido pelo locutor José Augusto Queiroz da Cunha, de 38 anos, tombou após colidir contra um poste no início da madrugada deste domingo (29), na estrada vicinal que liga a sede do município de Valente ao distrito de Valilândia. Apesar do veículo ter ficado destruído, o motorista usava cinto de segurança e sobreviveu. Não há informações sobre o estado de saúde dele. O vereador Lomanto Queiroz, que é irmão da vitima, contou que José Augusto, que reside em Valilândia, transitava pela estrada quando percebeu uma moto se aproximar e acelerou o carro, perdendo o controle da direção e colidindo o automóvel contra o poste da rede elétrica.“Ainda bem que ele estava com o cinto de segurança, senão tinha morrido no local”, disse Lomanto, que já sofreu o drama de perder a esposa na mesma estrada também vítima de acidente automotivo. Segundo o vereador, a empresa responsável pelo poste foi acionada para a retirada e reparo. O carro foi removido do local por um guincho. (noticiasdesantaluz/Calila Notícias)


Um morre em acidente entre carro e moto no sul da Bahia; veículos ficam destruídos


Um morre em acidente entre carro e moto no sul da Bahia; veículos ficam destruídos

Uma pessoa morreu em um acidente envolvendo carro e moto na tarde deste domingo (29), no km 2 da BA-001, rodovia que liga as cidades de Itacaré e Ilhéus, no sul da Bahia. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRE), ainda não há detalhes das causas do acidente, mas informações preliminares apontam que houve uma colisão entre os veículos. Tanto o carro quanto a moto ficaram destruídos. O capô do carro ficou todo amassado e o para-brisa estilhaçado. A polícia ainda não tem detalhes se já mais feridos com o acidente. (G1)

 


Após incidente, Coronel cria projeto de lei para brigada de incêndio no CAB


Após incidente, Coronel cria projeto de lei para brigada de incêndio no CABFoto: Júnior Moreira / Bahia Notícia

Durante coletiva de imprensa, realizada neste domingo (29), no Centro Administrativo da Bahia (CAB), para dar as primeiras informações sobre o incêndio que atingiu o pavilhão três da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), o presidente da Casa, Ângelo Coronel (PSD) revelou que desenvolveu um projeto de lei para instaurar uma brigada de incêndio no CAB devidos aos incidentes já ocorridos. “Esperamos que seja aprovado para que o Corpo de Bombeiros se instale aqui em medida de urgência. Ao longo das décadas, vários incêndios já ocorreram aqui. Pensando rápido aqui, lembro de dois no Tribunal de Justiça, dois na Secretaria de Educação e uma na Secretaria de Justiça em 2013, se não me falha a memória”, enumerou.

 

Comandante Telles | Foto: Júnior Moreira / Bahia Notícias

A ideia é que o projeto seja aprovado já em agosto. “A reforma iria trocar toda a cobertura de fibra que é um material muito inflamável. As divisórias de fibras têm mais de 50 anos, a rede elétrica seria trocada já que tem muita sobrecarga com instalação de novos computadores e ar-condicionados. A realidade de 50 anos atrás não é a mesma de hoje. Então, seria feito toda essa readequação que foir ealizada nos outros andares. “, explicou. Durante a conversa, o comandante Telles, do Corpo de Bombeiros, ressaltou que o fogo trouxe apenas prejuízos materiais. “Acreditamos não ser um montante elevado devido à dimensão e tamanho do prédio”. Por fim, destacou que a agilidade com que a equipe trabalhou se deu por um trabalho conjunto anterior com a própria Assembleia. “Tínhamos água em abundância em razão desse trabalho que se iniciou com o Coronel. Conseguimos ajustar para que os hidrantes estivessem em pleno funcionamento”. (BN)


Estradas vazias favorecem ataques a carros-fortes no Nordeste, diz associação


Estradas vazias favorecem ataques a carros-fortes no Nordeste, diz associação

Foto: Divulgação/PRF

O Nordeste concentra o maior número de ataques a carros-fortes nos últimos três anos no Brasil. Foram 34 casos na região em 2016, 56 ações em 2017 e 46 ocorrências apenas nos seis primeiros meses de 2018. Os números são de um levantamento feito pelo G1 com base em dados da Associação Brasileira de Transporte de Valores (ABTV) e da Confederação Nacional dos Trabalhadores de Segurança Privada (Contrasp). Essa modalidade criminosa, de atacar carros-fortes no Nordeste, está sendo chamada de “novo cangaço”, numa alusão ao histórico bando de Lampião, que levava o terror a algumas cidades do sertão nordestino. Os estados da Bahia, do Ceará e de Pernambuco são os que mais concentraram ataques neste ano. A Associação Brasileira de Transporte de Valores informa que a explicação para o Nordeste registrar a maior parte dos ataques está nas estradas esburacadas em regiões inóspitas, praticamente sem fiscalização. Tendo de percorrer grandes distâncias em velocidades mais baixas, os carros-fortes se tornam alvos fáceis para quadrilhas que bloqueiam rodovias e explodem os veículos para roubar dinheiro.“Há dez anos havia ataques em grandes centros urbanos. Hoje em dia, eles estão ocorrendo especialmente no interior do Nordeste e nas estradas do sertão nordestino, que têm más condições de rodagem, e os carros têm de circular numa velocidade mais baixa”, diz Ruben Schechter, presidente da ABTV. “Isso fragiliza a ação de transportes de valores e facilita a ação dos criminosos”. Ainda segundo Schechter, as empresas têm de atender locais a grandes distâncias porque “não contam com bases operacionais”. De acordo com José Vicente da Silva Filho, consultor em segurança pública, o principal motivo para esse aumento no Nordeste “é que o criminoso quer o dinheiro vivo, e o dinheiro vivo está nos veículos de transporte de valores”. E por isso a “ação é um pouco mais espetaculosa, em termos de armamento pesado”. “É fácil pegar o dinheiro, é fácil encurralar um veículo de transporte de valores, é fácil retirar os vigilantes, ameaçando”, ressalta Silva Filho

João Soares, presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores de Segurança Privada, reforça a mesma visão: de que o valor transportado chama a atenção dos criminosos. “O valor é muito alto que transportam nos carros-fortes, e isso desperta a atenção do bandido. A gente precisa diminuir isso, negociar com as empresas “, fala Soares. Já Gilberto Santos, presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Carro Forte, Transporte de Valores e Escolta Armada do Estado da Bahia, também relata que a situação da segurança nas estradas, principalmente a do seu estado, não é a ideal. “Percorremos longos trajetos e, em muitos deles, não encontramos sequer um agente. Saímos para as estradas com medo, pois não sabemos se vamos retornar”, conta Santos.

‘Novo cangaço’

Para o consultor em segurança Silva Filho, as quadrilhas conhecidas como “novo cangaço” se baseiam em ações com “grupos criminosos que atacam cidades pequenas” no sertão nordestino. Segundo ele, que já foi secretário Nacional de Segurança Pública e é ex-coronel da Polícia Militar (PM) de São Paulo, esse é um problema que é muito antigo no Nordeste. De acordo com relatos policiais e de testemunhas, as ações ocorrem de forma extremamente violenta: mais de dois veículos interceptam o carro-forte e deles saem criminosos carregando armas de grosso calibre e explosivos – fuzis, submetralhadoras, pistolas, coletes balísticos e grande quantidade de munições. Às vezes, os bandidos só abrem o porta-malas do veículo, ainda em movimento, e começam a atirar contra o carro-forte. Em outras ações, fazem furos nos vidros, onde apoiam as armas. A Secretaria de Segurança Pública (SSP) da Bahia informa que essa modalidade de ataques, conhecida por ‘novo cangaço’, começou há mais de 15 anos, primeiramente contra bancos. “No novo cangaço, a forma de atuar muda: os bandidos pararam de assaltar as instituições com armas, rendendo pessoas, e passaram a usar explosivos”, informa a SSP da Bahia. Segundo o órgão, em algumas situações desta mesma modalidade, uma parte do grupo segue até a uma base mais próxima da PM e atira contra o prédio e viaturas no local, “transformando a polícia em refém”. O secretário-executivo de Defesa Social de Pernambuco, Humberto Freire, diz que é comum a participação de pessoas de outros estados nos assaltos. “Todos os componentes têm atividades precisas: a pessoa que aluga a arma, a que financia a ação criminosa, a que fornece os veículos, a que trabalha com os explosivos, entre outras.”

Onde se concentram os casos

Os principais ataques registrados nesse primeiro semestre na região demonstram características dessa quadrilha: ação com vários criminosos e mais de dois veículos envolvidos, violência e armamento pesado. E a maioria ocorreu em rodovias: dos 46 ataques, 33 foram nas estradas. Na Bahia foram dez ataques a carros-fortes e um contra uma base operacional. Na ação contra empresa de valores em Eunápolis, um vigilante morreu e seis ficaram feridos. Outro caso emblemático ocorreu na BR-407, em trecho da rodovia que liga os distritos de Juremal e Massaroca, na Zona Rural de Juazeiro. Cerca de 20 homens em três carros interceptaram e explodiram um carro-forte. A explosão foi tão forte que pedaços do carro-forte ficaram espalhados pela pista. Além de explodir o veículo, os criminosos ainda bloquearam um trecho da rodovia com uma carreta e espalharam “miguelitos”, objetos pontiagudos feitos com pregos, no local.





Motorista morre após caminhão-tanque tombar e explodir na Bahia; veículo ficou destruído


Motorista morre após caminhão-tanque tombar e explodir na Bahia; veículo ficou destruído

(Foto: Jadiel Luiz / Blog do Sigi Vilares)

Um homem morreu após o caminhão-tanque que ele dirigia explodir, na BA-449, na cidade de Cotegipe, no oeste da Bahia, nesta quinta-feira (26). Segundo informações do Corpo de Bombeiros, o veículo saiu da pista, tombou e pegou fogo. Não há informações sobre as causas do acidente, que ocorreu por volta das 7h. O corpo da vítima, identificada como Renê Cardoso Santos, foi removido por uma equipe do 17º Grupamento de Bombeiros Militares e levado para o Instituto Médico Legal (IML) de Barreiras, no oeste do estado. (G1)