Jovem morre após bater cabeça em trave ao comemorar gol

Um jovem de 21 anos morreu na noite deste sábado (13) após ser atingido na cabeça por uma trave de futebol em Xambrê, no Noroeste do Paraná. De acordo com o ‘TN Online’, Israel de Paula estava jogando uma partida com amigos quando decidiu se pendurar no travessão para celebrar um gol. No entanto, a estrutura … Leia Mais






Quadrilha de assaltantes é desmanchada no município de Catu


Uma quadrilha de assaltantes, que agia na cidade de Catu, na Região Metropolitana de Salvador, foi desarticulada por equipes da 95ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM), nesta terça-feira (9). De acordo com a Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA), foram presos Edvaldo de Souza da Silva, Ualan da Silva Pereira, Joelson Santo de Aquino e Robson Luiz Oliveira de Souza. Na casa onde os suspeitos estavam, foram aprrendidas duas espingardas, dois revólveres, facas, celulares, relógios, motocicletas desmanchadas e 100 maços de cigarro. (Metro1)


Bandidos roubam agencia do Bradesco de São Felipe na madrugada desta terça-feira (21)


Homens fortemente armados explodiram parcialmente a agencia do Banco do Bradesco da cidade de São Felipe, a 180 km de Salvador, na madrugada desta terça-feira (21/06). Os criminosos aterrorizam, foram muitos tiros, a ações durou cerca de 15 minutos. De acordo com informações preliminares, os meliantes estavam em dois carros, um Punto de cor escura, e cruze branco, entorno de oito homens fortemente armados participaram do roubo.  Ninguém ficou ferido na ação.

Em um ano, as agencias bancarias do município sofre o terceiro ataque, a primeira foi no dia 10 de junho do ano passado, o segundo ataque a mesma agencia bancaria recém-aberta foi no último dia 17 de janeiro deste ano. E na madrugada desta terça-feira foi agencia do Banco do Bradesco.

De acordo com informações de populares, os meliantes fugiram por uma estrada vicinal, sentido a cidade de Nazaré das Farinhas, que fica a cerca de 30 km de São Felipe.. (JC  Repórter)


Polícia Civil encaminha veículos a CIRETRAN de Cruz das Almas na primeira fase da “Operação Descanso Merecido”


Com o apoio da Prefeitura Municipal de São Felipe, mais de quarenta motos foram encaminhadas a CIRETRAN de Cruz das Almas, abrindo espaço no pátio da Delegacia de Polícia da Cidade para novas apreensões.

Em uma nova fase da operação, a Polícia Civil de São Felipe, em parceria com a Polícia Militar, se prepara para intensificar a fiscalização, principalmente aos crimes provocados a partir de som automotivo e motocicletas.

Após receber inúmeras reclamações da pacata população São Felipense, acerca da perturbação ao sossego provocada principalmente por som automotivo em volume excessivo e motocicletas provocando ruídos desproporcionais, sobretudo nos finais de semana, as Polícias de São Felipe decidirão planejar operações, no sentido a coibir os excessos.

Inicialmente é bom deixar claro que em nossa sociedade existe uma crença de que a produção de ruídos é permitida até às 22 horas. No entanto, é uma crença falsa, já que nossa legislação o barulho ou ruído é proibido em qualquer horário, podendo haver mudanças apenas em sua intensidade.

Um outro esclarecimento que se faz, é que para a configuração da Contravenção Penal de Perturbação ao Sossego, não é necessário a prova com o medição por decibelímetro, que só é indispensável para o crime de poluição sonora, tipificado na Lei de Crimes Ambientais.

O que ocorre muitas vezes é que, uma pessoa, a pretexto de se divertir, acaba invadindo com seus ruídos, o modo de vida de outrem, que se vê compelido a interromper uma leitura, um descanso, um lazer ou mesmo um trabalho.

Os Policiais Militares são orientados a usar o “Bom Senso”, e a ordem inicial é para que seja cessada esta conduta por parte do infrator.

Será confeccionado o Termo Circunstanciado e encaminhado as partes para a delegacia de Polícia, ante a constatação da veracidade da denúncia, podendo ainda haver a apreensão do veículo, que só será liberado por Alvará Judicial.

Por fim, é bom esclarecer, que o objetivo não é o de cercear a liberdade de trabalho ou lazer das pessoas, mas esclarecer e garantir que estas atividades sejam efetuadas dentro das normas de convivência pacífica, para que todos possam usufruir de melhor qualidade de vida e evitar conflitos que possam terminar até em crimes extremos.