Quadrilha invade agências bancárias e aterroriza população em Catu

Foto: Reprodução/Bocão News Agências bancárias foram invadidas por criminosos na madrugada de hoje no município de Catu, na Região Metropolitana de Salvador. Em plena Sexta-Feira Santa, o grupo arrombou unidades da Caixa Econômica Federal (CEF), bancos do Brasil, do Nordeste e Bradesco, além de uma loja Ricardo Eletro. De acordo com o Bocão News, testemunhas … Leia Mais






Chefe da SSP-BA, Maurício Barbosa defende legalizar maconha para ‘quebrar’ o tráfico


Chefe da SSP-BA, Maurício Barbosa defende legalizar maconha para 'quebrar' o tráfico

O secretário da Segurança Pública da Bahia, Maurício Teles Barbosa, afirmou ser favorável à legalização da maconha no Brasil como forma de “quebrar” o faturamento das quadrilhas, principalmente em estados do Nordeste. Em entrevista ao portal UOL, ele disse que a questão do tráfico de drogas deve ser encarada como uma atividade econômica. “Se eu tenho de 80% a 90% do volume de recursos oriundos da maconha, por que a gente não pensa numa forma de abraçar esses usuários? Eu não sou a favor da droga, é importante que se diga isso, mas eu também não sou a favor de que as pessoas continuem morrendo. Policiais continuem morrendo. Os usuários, os dependentes químicos continuem morrendo e não se chegue a uma resolução de absolutamente nada”, disse. Sem mencionar números da pasta, Barbosa diz ver no comércio ilegal de entorpecentes um dos fatores para a explosão de homicídios nas grandes capitais. (BN)


50ª fase da Lava Jato aprofunda investigações de propina em contratos da Transpetro


A Polícia Federal (PF) cumpre, na manhã desta sexta-feira (23), três mandados de busca e apreensão da 50ª fase da Lava Jato, batizada de Sothis II. Nesta manhã, as ordens judiciais são cumpridas em Salvador, na Bahia, e em Campinas e em Paulínia, no interior de São Paulo.

A nova etapa, de acordo com a PF, é um complemento às investigações da 47ª fase da operação. A 47ª fase investiga corrupção e lavagem de dinheiro a partir de contratos da Transpetro, subsidiária da Petrobras.

G1 apurou que o alvo de busca e apreensão em Salvador é Ana Zilma Fonseca de Jesus – esposa do ex-gerente da Transpetro José Antônio de Jesus. Ele foi preso na 47ª fase, investigado por negociar R$ 7 milhões em propina.

Em São Paulo, os alvos são empresas investigadas na operação.

Segundo o Ministério Público Federal (MPF), um dos focos da atual investigação é a empresa do ramo de engenharia Meta Manutenção e Instalações Industriais Ltda, suspeita de pagar mais de R$ 2.325.000,00 em propina para o ex-gerente da Transpetro.

Operação Sothis I e II

Ainda de acordo com o MPF, as investigações da Operação Sothis tiveram início com a colaboração premiada de executivos da NM Engenharia, que relataram o pagamento de propinas ao ex-gerente da Transpetro, derivadas de contratos celebrados com a estatal.

Foi deflagrada, então, a 47ª fase da Lava Jato, em 21 novembro de 2017. À época, além do mandado de prisão temporária contra José Antônio de Jesus, em Camaçari, na Bahia, foram cumpridos mandados de busca e apreensão e de condução coercitiva em quatro estados.

Um dos investigados, acrescentou o MPF, relatou a existência de outros pagamentos indevidos para José Antônio de Jesus, especialmente provenientes da empresa Meta.

Com base nas informações recolhidas na 47ª fase, as investigações continuaram: houve quebra de sigilos bancário, fiscal, telemático e de registros telefônicos.

A força-tarefa da Lava Jato apurou a existência de transações bancárias entre a Meta Manutenção e uma empresa vinculada a José Antônio de Jesus. Foram encontradas, entre os anos de 2009 e 2011, transferências bancárias que somaram R$ 2.325.000,00.

As provas colhidas até o momento indicam ainda que, logo depois da transferências dos recursos pela Meta Manutenção, familiares de José Antônio de Jesus foram favorecidos com operações bancárias diretas da empresa vinculada ao ex-gerente da Transpetro.

Para o MPF, a empresa foi usada “apenas para esconder a origem ilícita dos valores”.

As buscas e apreensões cumpridas nesta sexta-feira têm, conforme o MPF, o objetivo de colher material probatório para auxiliar a conclusão das investigações.

As ordens judiciais foram expedidos pelo Juízo Federal da 13ª Vara Federal de Curitiba.  G1


S. A. de Jesus: Jovens são executados e corpos são deixados em mala de carro


S. A. de Jesus: Jovens são executados e corpos são deixados em mala de carro

Dois homens foram assassinados e tiveram os corpos abandonados na madrugada desta quarta-feira, 21, na área rural da localidade do Barro Duro, em São Cristóvão. Os cadáveres estavam próximos a um VW Gol verde (placa JNR-1319, de Salvador), que foi encontrado pelos policiais com as portas abertas. “Há indícios de que eles foram assassinados aqui mesmo. Populares afirmaram terem ouvido vários tiros na madrugada”, afirmou a delegada Marilene Lima, do Departamento de Homicídios (DHPP). Segundo a delegada, as vítimas foram atingidas por múltiplos disparos, sobretudo, na região da cabeça. Uma das vítimas tinha marcas de projéteis na cabeça e no tórax e a outra na cabeça e em uma das mãos. Os tiros foram tantos que não foi possível precisar a quantidade. Os homens pareciam ter idades entre 20 e 25 anos. O jovem baleado na cabeça e no tórax tinha três tatuagens, sendo uma estrela e a frase “Amor só de mãe”, no braço direito, e um desenho indefinido no peito. Ele estava descalço e vestia uma calça jeans e uma camisa verde. O corpo do outro jovem foi encontrado vestido apenas com uma calça preta e com galochas na mesma cor. Quem tiver informações que possam ajudar na identificação das vítimas e elucidação do crime deve encaminhá-las para a polícia por meio do Disque Denúncia: (71) 3235-0000 (Salvador e Região Metropolitana) e 181 (interior do Estado). Não é necessário se identificar.

Vizinhança aterrorizada: “O negócio aqui está feio. Ultimamente, tem ocorrido muito assalto. Segunda-feira (19) mesmo assaltaram um rapaz, deram coronhada e ainda pegaram a filha dele de 2 anos e deram tapa. Estamos precisando de mais policiamento, de mais segurança”, afirmou um morador do Barro Duro, sob anonimato. Em nota, a Polícia Militar informou que guarnições da 49ª CIPM (São Cristóvão) fazem rondas diuturnamente no Barro Duro e contam com o apoio de guarnições da Rondesp Atlântico. Além disso, a Operação Gêmeos realiza abordagens a pessoas nos pontos de ônibus e nos veículos do transporte coletivo. “É importante salientar ainda que o cidadão deve registrar ocorrências na Delegacia da Polícia Civil, pois a polícia trabalha a partir dos dados estatísticos de cada área”, diz a nota enviada pela PM. (ATarde)


Empresas doam 100 fuzis e 100 mil munições para intervenção no Rio de Janeiro


Empresas doam 100 fuzis e 100 mil munições para intervenção no Rio de Janeiro

A empresa Taurus e a Companhia Brasileira de Cartuchos (CBC) doram hoje (20) 100 fuzis e 100 mil munições para a intervenção na segurança pública do Rio de Janeiro. Os artigos serão repassados às secretarias estaduais de Segurança Pública e de Administração Prisional, que decidirão como os armamentos serão empregados. Por serem armas apropriadas para uso em ações mais complexas, gaeralmente são destinadas para uso policial e militar e emprego urbano. De acordo com Salésio Nuhs, presidente da Taurus, o valor comercial dos artigos doados é estimado em R$1,5 milhão. “Foi uma decisão dessas duas empresas estratégicas de defesa. Nos sentimos na obrigação, como empresas brasileiras, de colaborar com o Exército nessa intervenção no Rio de Janeiro, para melhoria da segurança pública”, disse.Embora as polícias do Rio de Janeiro ainda não possuam fuzis da marca, Salésio disse que o armamento é usado por forças de segurança em outros estados. A arma, de calibre 5.56 milímetros, foi lançada pela Taurus no meio do ano passado. Sua plataforma, porém, existe desde a década de 1960 e é usada por exércitos de aproximadamente 15 países-membros da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) e por forças de segurança em mais de 80 países. “É uma uma arma leve, com menos de três quilos e capacidade para 30 munições, destinada para uso policial e militar e emprego urbano”, descreveu o presidente da Taurus. A doação ocorreu durante uma cerimônia rápida com a presença do interventor federal, general Walter Braga Netto. O cerimonialista convidou Salésio Nuhs para entregar simbolicamente um dos fuzis e, pouco mais de um minuto depois, o evento terminou. O general Braga Netto saiu sem falar com a imprensa.

O porta-voz do Gabinete de Intervenção Federal, coronel Roberto Itamar, descartou preocupações com a qualidade das armas doadas. No ano passado, após a Polícia Civil ter enfrentado problemas com pistolas da marca Taurus, o Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro (TCE-RJ) determinou a realização de uma auditoria. “O fuzil não tem qualquer ligação técnica com as pistolas”, disse Roberto Itamar. Este é o segundo anúncio feito no mês envolvendo um incremento do armamento das forças de segurança do Rio de Janeiro. No início do mês, o Exército informou que autorizou o repasse à Polícia Civil do estado de 15 fuzis AR-10, apreendidos em uma operação no Aeroporto do Galeão, em junho do ano passado.

O coronel informou ainda que a PM poderá receber o reforço de novos veículos blindados. “Alguns carros da própria PM já estão sendo recuperados pelo Exército e há a possibilidade de se aportar mais alguma coisa. Provavelmente até o final desse mês, teremos alguma notícia com relação a isso”.

Vila Kennedy

O coronel Roberto Itamar também informou que a avaliação interna do trabalho realizado, até o momento, na Vila Kennedy é positiva. A comunidade da zona oeste da capital fluminense está sendo usada como laboratório da intervenção. As primeiras ações, de retirada de barricadas, teve início no dia 23 de fevereiro. Na manhã de hoje (20), o Comando Militar do Leste (CML) confirmou que os militares devem deixar a Vila Kennedy no prazo de duas a três semanas. De acordo com o porta-voz, a PM já vem reassumindo aos poucos o papel de policiamento ostensivo na comunidade. “Mas o Exército não vai virar às costas para a comunidades”, acrescentou. O coronel também comentou a investigação do assassinato da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes. “O gabinete acompanha as investigações e tem confiança de que num prazo muito próximo teremos notícias e esse crime será desvendado”. (Agência Brasil)


Vera Cruz: Plantação de maconha é descoberta pela polícia


Vera Cruz: Plantação de maconha é descoberta pela polícia

Foto: Divulgação

Duas guarnições da Companhia Independente de Policiamento Especializado (Cipe Polo), prenderam em flagrante Eric Emmanuel Stéphane, com uma plantação de maconha em sua residência, durante diligências pela localidade de Caixa Prego, município de Vera Cruz. Além de diversos pés da erva, os policiais encontraram na casa, que fica na rua da praia, uma balança, três frascos de vidro com o produto pronto para consumo e fertilizantes. “A plantação estava em cima da laje da residência, e essa é mais uma apreensão que fazemos com o objetivo de combater o tráfico de drogas na região”, explicou o major Orlando Rodrigues, comandante da unidade. Eric e todo o material apreendido foram encaminhados para a Delegacia Territorial de Vera Cruz. (BN)