Bolsonaro vai a 28% e Haddad, a 16%; Ciro lidera no 2º turno, mostra Datafolha


 

Afastado da campanha nas ruas há duas semanas, o deputado Jair Bolsonaro (PSL) manteve a liderança da corrida presidencial, de acordo com uma nova pesquisa feita pelo Datafolha.

Conforme o levantamento, concluído nesta quarta (19), o capitão reformado do Exército oscilou dois pontos para cima e alcançou 28% das intenções de voto, mantendo a trajetória de crescimento observada desde o início da campanha.

O ex-prefeito Fernando Haddad (PT), que cresce desde sua confirmação como substituto do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na corrida, atingiu 16% das preferências, três pontos a mais do que na semana passada.
O ex-prefeito Fernando Haddad (PT), que cresce desde sua confirmação como substituto do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na corrida, atingiu 16% das preferências, três pontos a mais do que na semana passada.

O candidato petista continua tecnicamente empatado com Ciro Gomes (PDT), que ficou estagnado, com 13%.

O instituto entrevistou 8.601 eleitores de 323 municípios na terça e na quarta (19). A margem de erro é de dois pontos percentuais. A pesquisa foi contratada pela Folha e pela TV Globo.

As menções espontâneas a Bolsonaro também cresceram nos últimos dias, assim como as citações a Haddad.

Bolsonaro cresceu no Sudeste, Norte e Sul, onde atingiu sua melhor marca (37%), e ganhou pontos entre jovens e até entre mulheres, apesar da grande rejeição no segmento.

O petista cresceu no Sudeste e no Nordeste —onde alcança a melhor pontuação (26%) e única região em que está à frente de Bolsonaro.

O ex-governador Geraldo Alckmin (PSDB), que tem quase metade do tempo de TV, está estagnado na pesquisa, com 9%.

O tucano aparece empatado com Marina Silva (Rede), que agora soma 7% das preferências, menos da metade do que tinha no início da campanha.

As simulações do Datafolha para segundo turno mostram que Ciro é o único candidato que venceria todos os rivais.

Ele bateria Bolsonaro com 45% das intenções, vantagem de 6 pontos sobre o capitão. Nos outros cenários, Bolsonaro empata com Haddad, Alckmin e Marina.

A rejeição a Bolsonaro continua alta, e a de Haddad cresceu. Segundo a pesquisa, 43% dos eleitores dizem que não votariam de jeito nenhum no capitão e 29% rejeitam o petista.

Os eleitores de Bolsonaro e Haddad são os mais convictos. Apenas um de cada quatro apoiadores dos candidatos admite escolher outro nome.

No conjunto do eleitorado, 40% dizem que podem mudar o voto. Entre eles, 15% indicam Ciro como segunda opção, 13% apontam Marina, 12% optam por Haddad e Alckmin e 11% indicam Bolsonaro.

Os eleitores de Ciro, Alckmin e Marina são os menos decididos. Mais da metade admite escolher outro candidato, e muitos têm trocado de camisa nas últimas semanas.

O instituto também perguntou aos entrevistados se sabem o número de seu candidato. Responderam corretamente 48%, e 42% não souberam dizer o número certo.

 

*Folha





Jair Bolsonaro passa por nova cirurgia em SP; candidato passa bem


Jair Bolsonaro passa por nova cirurgia em SP; candidato passa bem

O candidato à Presidência da República pelo PSL, Jair Bolsonaro, passou por uma nova cirurgia na noite desta quarta-feira (12), segundo o Hospital Albert Einstein, onde o candidato está internado desde sexta (7), após ser vítima de uma facada durante ato de campanha em MG. O procedimento durou cerca de 1 hora e terminou por volta das 23h30. Segundo os médicos, a nova intervenção foi bem-sucedida e o candidato passa bem. Bolsonaro foi levado para o mesmo leito onde estava antes da cirurgia, e voltou a ter o protocolo de cuidados de UTI. Um novo boletim médico deve ser divulgado às 10h desta quinta-feira (13). Mais cedo, o hospital informou que o quadro clínico de Bolsonaro evoluiu para um quadro de “distensão abdominal progressiva e náuseas” e precisou passar por uma tomografia no abdômen. O exame identificou presença de aderência obstruindo o intestino delgado. Segundo o hospital, a solução do problema era cirúrgica.

Em uma das três perfurações sofridas no intestino delgado formou-se uma fístula, um pequeno orifício, que provocou inflamação, e gerou o quadro de aderência, que é uma obstrução intestinal. De acordo com médicos especialistas, a aderência (ou a união de dois tecidos do corpo) ocorreu em decorrência da cicatrização interna em áreas que sofreram incisão cirúrgica, no caso, a realizada após a facada. A aderência foi causada pela inflamação decorrente do trauma, e dificultou a passagem de alimentos pelo intestino. Na cirurgia desta quarta-feira, que durou cerca de 1 hora, as fístulas foram suturadas e as aderências foram liberadas. “Ele teve um corte, perdeu muito sangue, é normal que o intestino fique muito dilatado. Com o passar dos dias vai melhorando. Provavelmente, piorou nas últimas 18 horas, o que levou a essa distensão, provavelmente uma alça intestinal se juntou, ficou muito próxima à outra, com um quadro que a gente chama de obstrução intestinal”, disse Alfredo Guarischi, médico especialista em grandes cirurgias à GloboNews. Pelo Twitter, o filho de Bolsonaro, Flavio Bolsonaro, se pronunciou sobre a nova cirurgia e disse que o estado de saúde dele ainda é grave. O presidente do PSL, Gustavo Bebiano, disse que Bolsonaro vinha sentindo muitas dores desde terça-feira à noite e chegou a vomitar. “Infelizmente, o capitão passou a noite ontem muito mal, em função da alimentação via oral que foi reiniciada. Passou o dia muito mal hoje, muito enjoado, com muitas dores no abdômen”, disse Bebiano. “Os médicos estranharam um pouco porque, até aqui, o quadro, apesar de ser grave, ele vinha enfrentando de uma maneira muito positiva”. (G1)


Rui vai a 21 cidades em 5 dias; veja roteiro


Luís Eduardo Magalhães, Riachão das Neves e Barreiras serão as primeiras cidades a receber, esta semana, a “Correria pela Bahia”, com o candidato à reeleição pelo PT, Rui Costa. Até a próxima segunda-feira (3), Rui e os também candidatos a vice-governador, João Leão (PP), e a senador, Jaques Wagner (PT) e Angelo Coronel (PSD), irão a 21 municípios. Nesta terceira edição da caravana, a Coligação “Mais Trabalho por Toda a Bahia” visita os territórios de identidade Bacia do Rio Grande, Bacia do Jacuípe, Metropolitano, Semiárido Nordeste II, Litoral Norte e Agreste Baiano.

O ponto de encontro com a população de Luís Eduardo Magalhães será o cruzamento da Av. Enedino Alves da Paixão com a rua Itacaré, onde o governador chega às 9h. Na sequência, a caravana vai às cidades de Riachão das Neves (15h) e Barreiras (18h), onde haverá comício da coligação.

Na sexta (31), o início das atividades será em Ribeira do Pombal, às 9h, e segue para Cipó, Nova Soure, Olindina, Itapicuru e Rio Real. Sábado (1º), a comitiva estará às 9h em Jandaíra, depois passa por Esplanada, Entre Rios, Araçás e Catu. Já no domingo, dia 2, os candidatos visitam a cidade de Alagoinhas às 9h.

E quem achou que a correria da semana vai parar por aí, se enganou. Na segunda, Rui pega a estrada rumo a mais seis cidades. Capim Grosso, na Bacia de Jacuípe, será o primeiro destino, onde terá carreata às 9h; depois segue para São José do Jacuípe (Itatiaia), Gavião, Nova Fátima, Riachão do Jacuípe e termina com caminhada e ato público em Tanquinho, a partir das 17h.

Confira a programação completa:

30/08 (Quinta-feira)

 

9h – Carreata em Luís Eduardo Magalhães (Concentração: cruzamento da Av. Enedino Alves da Paixão com a rua Itacaré)

15h – Carreata em Riachão das Neves (Concentração: Posto de gasolina São Paulo)

18h – Carreata em Barreiras (Concentração: Rotatória da Vila Amorim, saída para Riachão das Neves)

31/08 (Sexta-feira)

9h – Caminhada e Ato público em Ribeira do Pombal

10h30 – Caminhada em Cipó

11h30 – Caminhada em Nova Soure

13h – Caminhada em Olindina

14h – Carreata em Itapicuru

16h – Caminhada e Ato público em Rio Real

01/09 (Sábado)

9h – Caminhada e Ato público em Jandaíra

11h – Caminhada em Esplanada

13h – Caminhada em Entre Rios

14h30 – Caminhada em Araçás

16h – Caminhada em Catu

02/09 (Domingo)

9h – Caminhada e Ato público em Alagoinhas

03/09 (Segunda-feira)

9h – Carreata em Capim Grosso

11h – Caminhada em São José do Jacuípe (Itatiaia)

12h – Caminhada em Gavião

13h – Caminhada em Nova Fátima

15h – Caminhada em Riachão do Jacuípe

17h – Caminhada e Ato público em Tanquinho


Suspeitos são perseguidos e mortos pela polícia após assaltos em SAJ e Cruz das Almas


Na tarde desta quarta-feira (29/8) três suspeitos morreram depois de serem perseguidos por equipes da Polícia Rodoviária Federal e da Polícia Militar na BR 101.Segundo informações obtidas pelo Forte na Notícia, a busca pelos criminosos, que estavam a bordo de um veículo Renault Duster, com branco, começou depois que o grupo assaltou dois estabelecimentos comerciais, sendo o primeiro em Cruz das Almas, no bairro do Itapicuru, e o segundo no município de Santo Antônio de Jesus, no Loteamento Sales. Acionada, a PM de SAJ passou a perseguir os criminosos que fugiram em direção aos municípios de Sapeaçu e Cruz das Almas, mas acabaram sendo interceptados pelas equipes as margens da rodovia federal, nas imediações do aterro sanitário. No local, agentes entraram em confronto com os bandidos que em menor número acabaram sendo baleados e mortos durante a troca de tiros. Feridos e sem documentos de identificação, os suspeitos foram socorridos pelos PMs e levados para a UPA de Cruz das Almas, mas não resistiram aos ferimentos. O caso está sendo investigado pela 4ª COORPIN. (Forte na Noticia)


Lula tem até hoje para se defender no TSE


Ex-presidente está preso na Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba, após ser condenado em segunda instância por corrupção e lavagem de dinheiro

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) tem até hoje (30) para apresentar a defesa da candidatura dele ao Tribunal Superior Eleitoral.

A candidatura do petista à Presidência foi registrada pelo partido no dia 15 de agosto. Desde o registro, foram apresentados à Corte Eleitoral 16 questionamentos à candidatura de Lula, com base na Lei da Ficha Limpa

O ex-presidente está preso na Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba, após ser condenado em segunda instância por corrupção e lavagem de dinheiro.