Rui Costa é reeleito para o governo da Bahia no primeiro turno

Rui Costa (PT) foi eleito para o seu segundo mandato como governador da Bahia no primeiro turno da eleição, realizado neste domingo (7). A vitória dele já era projetada nas pesquisas de intenção de voto divulgadas ao longo da campanha, que indicavam larga vantagem sobre Zé Ronaldo (DEM). Ao longo das parciais divulgadas pelo Tribunal … Leia Mais




Lula tem altar com santos e orixás em sua cela de Curitiba, diz jornal

Quando o advogado argentino Juan Gabrois visitou o ex-presidente Lula na carceragem da Polícia Federal (PF) em Curitiba em julho, entregou-lhe um rosário pretensamente enviado pelo papa Francisco. Em diferentes ocasiões, Lula recebeu a visita de líderes religiosos, incluindo os católicos Frei Betto e o pastor evangélico Ariovaldo Ramos. Ambos falaram sobre a espiritualidade do petista e que … Leia Mais




São Felipe BA: Reunião de apresentação dos candidatos do PP e PSB inicia o aquecimento das disputas eleitoral 2018








Bolsonaro vai a 28% e Haddad, a 16%; Ciro lidera no 2º turno, mostra Datafolha


 

Afastado da campanha nas ruas há duas semanas, o deputado Jair Bolsonaro (PSL) manteve a liderança da corrida presidencial, de acordo com uma nova pesquisa feita pelo Datafolha.

Conforme o levantamento, concluído nesta quarta (19), o capitão reformado do Exército oscilou dois pontos para cima e alcançou 28% das intenções de voto, mantendo a trajetória de crescimento observada desde o início da campanha.

O ex-prefeito Fernando Haddad (PT), que cresce desde sua confirmação como substituto do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na corrida, atingiu 16% das preferências, três pontos a mais do que na semana passada.
O ex-prefeito Fernando Haddad (PT), que cresce desde sua confirmação como substituto do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na corrida, atingiu 16% das preferências, três pontos a mais do que na semana passada.

O candidato petista continua tecnicamente empatado com Ciro Gomes (PDT), que ficou estagnado, com 13%.

O instituto entrevistou 8.601 eleitores de 323 municípios na terça e na quarta (19). A margem de erro é de dois pontos percentuais. A pesquisa foi contratada pela Folha e pela TV Globo.

As menções espontâneas a Bolsonaro também cresceram nos últimos dias, assim como as citações a Haddad.

Bolsonaro cresceu no Sudeste, Norte e Sul, onde atingiu sua melhor marca (37%), e ganhou pontos entre jovens e até entre mulheres, apesar da grande rejeição no segmento.

O petista cresceu no Sudeste e no Nordeste —onde alcança a melhor pontuação (26%) e única região em que está à frente de Bolsonaro.

O ex-governador Geraldo Alckmin (PSDB), que tem quase metade do tempo de TV, está estagnado na pesquisa, com 9%.

O tucano aparece empatado com Marina Silva (Rede), que agora soma 7% das preferências, menos da metade do que tinha no início da campanha.

As simulações do Datafolha para segundo turno mostram que Ciro é o único candidato que venceria todos os rivais.

Ele bateria Bolsonaro com 45% das intenções, vantagem de 6 pontos sobre o capitão. Nos outros cenários, Bolsonaro empata com Haddad, Alckmin e Marina.

A rejeição a Bolsonaro continua alta, e a de Haddad cresceu. Segundo a pesquisa, 43% dos eleitores dizem que não votariam de jeito nenhum no capitão e 29% rejeitam o petista.

Os eleitores de Bolsonaro e Haddad são os mais convictos. Apenas um de cada quatro apoiadores dos candidatos admite escolher outro nome.

No conjunto do eleitorado, 40% dizem que podem mudar o voto. Entre eles, 15% indicam Ciro como segunda opção, 13% apontam Marina, 12% optam por Haddad e Alckmin e 11% indicam Bolsonaro.

Os eleitores de Ciro, Alckmin e Marina são os menos decididos. Mais da metade admite escolher outro candidato, e muitos têm trocado de camisa nas últimas semanas.

O instituto também perguntou aos entrevistados se sabem o número de seu candidato. Responderam corretamente 48%, e 42% não souberam dizer o número certo.

 

*Folha