Edital de alianças produtivas é apresentado na Bacia do Rio Grande para alavancar desenvolvimento rural na região


Estimular o crescimento produtivo da agricultura familiar, por meio de parcerias com o setor privado é uma das ações estratégicas do Governo do Estado para alavancar o desenvolvimento rural da Bahia. Com essa premissa, Wilson Dias, diretor-presidente da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), empresa pública vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), participou, nesta quinta-feira (05), de encontros nos municípios de Barreiras e Wanderley, Território de Identidade Bacia do Rio Grande, com o objetivo de esclarecer dúvidas referentes ao Edital Alianças Produtivas, do projeto Bahia Produtiva.

Dias observou que as cadeias produtivas da piscicultura e do leite são destaque na Bacia do Rio Grande, lembrando que é de fundamental importância continuar incentivando e dinamizando o crescimento delas: “Nós precisamos estimular as principais cadeias produtivas da agricultura familiar, sobretudo nesse território, em que as pessoas normalmente entendem que a agricultura familiar não se destaca dentro dessa produção. O nosso papel é dar essa visibilidade a essa produção, mostrar que ela existe e que tem o potencial para se desenvolver e gerar mais renda e qualidade de vida para as famílias”.

O edital Alianças Produtivas Territoriais está com as inscrições abertas até o dia 4 de maio, pelo site: www.car.ba.gov.br, e prevê investimentos de R$ 60 milhões no potencial produtivo do rural baiano. Este é primeiro edital na Bahia de apoio às associações e cooperativas da agricultura familiar, tendo como foco a relação comercial destas cooperativas e associações com compradores do setor privado, incentivando a inclusão no mercado e atraindo empresas privadas para as oportunidades de negócio.

Jair Fernandes Souza, presidente da Cooperativa dos Piscicultores de Barreiras (Coopeixe), disse está esperançoso com a oportunidade de acessar recursos que ajudarão no desenvolvimento produtivo da cooperativa: “Vamos nos inscrever no edital, pois apostamos que esse arranjo de alianças vai dar certo”.

Antônio do Carmo, presidente da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), em Barreiras, afirmou: “estamos disponíveis para contribuir e ajudar a fomentar o protagonismo da piscicultura na região.

Já Ângela Francisca Pinto, presidente da Associação dos Produtores de Leite e Culturas Irrigadas (Proleite) enfatizou que não é possível progredir produzindo de maneira isolada: “Quando a gente trabalha junto as coisas acontecem. Muito bom ter a presença da CAR/SDR perto dos produtores, afinal Wanderley tem uma base sólida de produção de leite, aqui é uma região propícia e sabemos que a união é que faz a força. Com o Edital Alianças Produtivas a tendência é crescer”.

Participaram das reuniões representantes da Cooperativa Mista dos Agricultores Familiares (Coomaf), Cooperativa dos Piscicultores de Barreiras (Coopeixe), Superintendência Baiana de Assistência Técnica e Extensão Rural (Bahiater/SDR), Distrito de Irrigação Barreiras Sul (DISB), Codevasf, Cooperativa de Produtores de Leite do Oeste (Cooperleite), Associação da Agricultura Familiar Solidaria de Baianópolis (Agrifamsol) e outros produtores de leite do Território Bacia do Rio Grande. ASCOM