Mulher que tentou salvar caminhoneiro em acidente com Boechat ganha acompanhamento para tratar doença


Mulher que tentou salvar caminhoneiro em acidente com Boechat ganha acompanhamento para tratar doença

Foto: reprodução/Record TV

A camelô e vendedora de veículos, Leiliane Rafael da Silva, de 28 anos, que ficou famosa no país ao tentar salvar o motorista do caminhão envolvido na morte do jornalista Ricardo Boechat, ganhou uma surpresa na última semana. Portadora de malformação arteriovenosa (MAV), ela emocionou o Brasil, pois depende do Sistema Único de Saúde (SUS) para ter o tratamento. Diante disso, ela receberá ajuda. De acordo com a revista IstoÉ, ela está sendo avaliada pelo doutor Feres Chaddad Neto, especialista em MAV e professor de neurocirurgia da Unifesp. Além disso, segundo o programa Balanço Geral, ela receberá cuidados da ONG Amáveis, que ajuda pessoas no tratamento da doença. Leiliane descobriu a MAV há quatro meses, mas mesmo assim vive normalmente como se cada dia fosse seu último. “Se eu sentir dor ou convulsão, eu deito. Quando passa, eu levanto e começo a preparar a comida, ou a limpar a casa”, disse à IstoÉ. Ela ficou famosa na última semana por um vídeo que viralizou na internet, no acidente que vitimou o jornalista Ricardo Boechat. Enquanto várias pessoas filmavam as consequências o incidente, ela fazia esforço para tirar das ferragens o motorista do caminhão atingido pelo helicóptero em que estava o ex-âncora de Band e Band BandNews FM. (Varela)