JC Repórter

Itaberaba, na Bahia, fecha acordo com o Instituto Butantan para garantir vacinas contra a Covid-19

Itaberaba fecha acordo com o Instituto Butantan para garantir vacinas contra a Covid-19 — Foto: Divulgação / Prefeitura de Itaberaba

A Prefeitura de Itaberaba, cidade que fica na região da Chapada Diamantina, informou que fez acordo com o Instituto Butantan, em São Paulo, para garantir a imunização contra a Covid-19.

Além de Itaberaba, a prefeitura de Amargosa fechou acordo com o Instituto Butantan para aquisição dos imunizantes e a de Salvador, informou que formalizou ao instituto o interesse de adquirir 103 mil doses da CoronaVac, vacina contra a Covid-19 desenvolvida pelo laboratório chinês Sinovac em parceria com a instituição.

Ainda não há nenhuma vacina contra a Covid-19 aprovada no país. A permissão pode ser conseguida basicamente por dois caminhos. O primeiro está diretamente ligado aos dois tipos de registro (tradicional ou emergencial) que podem ser dados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Já a segunda possibilidade é baseada na chamada “Lei Covid”, que libera o uso se o imunizante tiver aval expedido por uma agência do exterior, independentemente de registro pela Anvisa.

O anúncio do acordo foi feito pelo prefeito Ricardo Mascarenhas, na terça-feira (5), durante uma coletiva de imprensa virtual, que foi transmitida pelas redes sociais da prefeitura.

O órgão municipal informou que “em breve, a Secretaria Municipal de Saúde iniciará o planejamento de imunização, estabelecendo os grupos prioritários para a vacinação da população do município”.

O G1 entrou em contato com o Instituto Butantan para obter detalhes dos acordos informados pela prefeitura, mas não obteve retorno até a última atualização desta reportagem. Entretanto, o instituto confirmou na noite desta quinta-feira que assinou um contrato com o Ministério da Saúde para a aquisição de doses da CoronaVac.

O documento prevê o fornecimento de 46 milhões de doses, em quatro entregas até o dia 30 de abril. Há ainda a possibilidade de o órgão federal adquirir do instituto outras 54 milhões de doses, totalizando 100 milhões. Mais cedo, o ministro da Saúde, General Eduardo Pazuello, anunciou a assinatura do acordo para a compra de 100 milhões de doses do Butantan.

Até a noite desta quinta-feira, segundo dados divulgados pela Secretaria Estadual de Saúde (Sesab), a cidade de Itaberaba tinha registrado 2.754 casos e 46 mortes.(Voz da Bahia)


Curta e Compartilhe.

Deixe um Cometário


Leia Também