JC Repórter

São Felipe BA: Gildásio é condenado a 19 anos de reclusão

A Comarca de São Felipe, do Tribunal de Justiça da Bahia, condenou, na última segunda-feira (13), após julgamento que durou 12 horas, Gildásio Alves de Oliveira a 19 anos de reclusão pelo homicídio de sua companheira, Antonia Barbara de Jesus. O fato ocorreu em 15 de julho de 2013 por voltas das 20h, na localidade de Sobradinho, em São Felipe. O crime chocou a população pela brutalidade do ato. A vítima ficou com o corpo completamente desfigurado ao ser atingida por 14 golpes de faca.

O caso foi julgado por um júri popular, diferentemente do último Júri Popular realizado em 19 de setembro de 2013, referente ao crime que vitimou Eliene Nogueira da Cruz, quando o júri foi composto por sete mulheres e o acusado acabou sendo absolvido, deixando a população na ocasião revoltada pela decisão. Já o caso de Gildásio, o julgamento foi feito por sete homens, que votaram pela condenação do acusado, deixando as pessoas que estávamos presentes com a sensação de justiça feita, com a punição do culpado.

O Julgamento teve inicio por volta das 09hs da manhã e foi conduzido pelo Juiz substituto Lucas de Andrade Cerqueira Monteiro. Acusação foi feita pelo Ministério Público através do Promotor de Justiça José Reis Neto. A defesa do acusado ficou por conta dos advogados criminalistas Luiz Augusto Coutinho e Sidney Torres.

O promotor de Justiça José Reis em entrevista relatou que a justiça foi feita. “Não podemos deixar crimes com essas magnitudes passares impunes, a justiça tem que prevalecer, temos que mostrar para a sociedade que o crime não compensa”, concluiu ele


O advogado de defesa Dr. Luiz Coutinho falou também sobre a sentença, “diante de um tribunal não existe ganhador ou perdedor, existe sim um consenso”.


Curta e Compartilhe.


Leia Também